FEIRA DE SANTANA: Delegado diz que falta de regulamentação de 'paredões' favorece crimes e a violência contra a mulher - Observador Independente

EM PAUTA

B2

Post Top Ad

banner gif 728x90

terça-feira, 25 de abril de 2017

FEIRA DE SANTANA: Delegado diz que falta de regulamentação de 'paredões' favorece crimes e a violência contra a mulher

O delegado João Rodrigo Uzzum, coodernador da 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior (1ª Coorpin), disse que é a favor do projeto de lei de autoria do vereador Roberto Tourinho, apresentado hoje na Câmara de Vereadores, que prevê a proibição de realização de paredões de som nos finais de semana em locais públicos na cidade de Feira de Santana. Para ele, o vereador está cumprindo bem o seu papel e o projeto sendo aprovado e implementado será de grande valia para a sociedade feirense.

Segundo Uzzum, a falta de regulamentação das atividades de paredões de som favore a ocorrência de crimes, como brigas e homicídios, além de casos de violência contra a mulher.

“Sem dúvida nenhuma esses paredões só trazem malefícios, principalmente quando não há uma regulamentação dessa atividade. A gente observa que o índice de crimes envolvendo paredões é um índice alto tanto em questões de brigas, uso de entorpecentes e até mesmo homicídios que já ocorreram relacionados a essa atividades nos últimos cinco anos. Não há dúvidas de que essa atividade é perniciosa aos interesses da maior parte da sociedade. Temos também outro fato a destacar que é o desrespeito à figura feminina com músicas que exaltam o sexo de maneira equivocada e desrespeitando a mulher. Um projeto desse precisa ser aprovado e para se realizar um paredão tem que ser em um local pré-determinado, tem que haver policiamento, que não vá incomodar as pessoas e tem que ter horário de término. Não pode ser da forma como está ocorrendo, não pode ser um covil para bandidos”, afirmou.

O delegado também salientou que os pais de adolescentes devem estar atentos sobre a presença dos filhos nos encontros de paredões. Ele reforçou que são ambientes em que ocorrem brigas, uso de entorpecentes e também brigas de trânsito.

“É necessário um esforço de vários órgãos. Secretaria de Meio Ambiente, Câmara Municipal e as polícias, no sentido de fazer com que se traga mais segurança nesses ambientes. Esse projeto de lei será importante. Eu aprovo e tem que ser um projeto aprovado e implementado para diminuir a violência em Feira de Santana. Espero que outras câmaras de vereadores do país se inspirem para acabar com esse mal, que é o paredão”, finalizou.( Acorda Cidade.)

Publicidade

Publicidade

Post Bottom Ad

JPG 728x90