BAHIA ☼ Após negociação, vigilantes ligados a CUT decidem manter greve - Observador Independente

EM PAUTA

B2

Post Top Ad

banner gif 728x90

terça-feira, 6 de junho de 2017

BAHIA ☼ Após negociação, vigilantes ligados a CUT decidem manter greve

Após mais uma rodada de negociações nesta terça (6), os representantes do Sindicato dos Vigilantes da Bahia não chegaram a um acordo com os empresários e decidiram manter a greve que atinge 12 mil trabalhadores na cidade. 

Os dois lados voltaram a se reunir na sede do Ministério Público do Trabalho (MPT) para mais uma rodada de negociações. Segundo o sindicato, são cerca 32 mil trabalhadores paralisados na Bahia.

O Sindicato dos Vigilantes afirma que patrões seguem com intransigência e acusam os patrões de tentar alterar um Termo de Ajustamento e Conduta (TAC) assinado com a categoria em 2012, para prorrogar a jornada de 12h de trabalho. 

Entre as reivindicações, a categoria pleiteia que o piso salarial passe de R$ 1.002 para R$ 1.500, representando um aumento de 7%. No entanto, os empresários decidiram conceder apenas 1% de aumento.

Publicidade

Publicidade

Post Bottom Ad

JPG 728x90