STº ANTº JESUS ☼ Após boate ser interditada, proprietário da Previlege Lounge diz está sendo perseguido por órgão da prefeitura - Observador Independente

EM PAUTA

B2

Post Top Ad

banner gif 728x90

Publicidade

Publicidade

sábado, 24 de junho de 2017

STº ANTº JESUS ☼ Após boate ser interditada, proprietário da Previlege Lounge diz está sendo perseguido por órgão da prefeitura

Após vistorias do Corpo de Bombeiros, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA) e Defesa Civil, a boate Privilege Lounge, localizada na Rua Misael Maia Matos, Centro de Santo Antônio de Jesus foi interditada. 

O proprietário da boate, Alex Magalhães, procurou o Voz da Bahia e em entrevista ao programa ‘Meio-Dia e Meia com Marcus Augusto’, defendeu seu empreendimento e buscou tentar esclarecer o ocorrido. 

Segundo Alex, toda a estrutura da boate foi projetada por engenheiros, o que diverge, segundo ele, pelo o que foi dito pelos órgãos fiscalizadores do município, “todo o projeto já foi dado entrada ao Corpo de Bombeiros desde a inauguração, contudo, o documento que eles estão cobrando é o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) que demora um tempo até ser entregue ao estabelecimento”, declarou. 

Alguns informações que chegaram ao Voz da Bahia diziam que o último show da boate, com Jorge Vercílio, não iria ser realizado, contudo, o show foi realizado contrário a determinação da Defesa Civil. Alex comentou ainda, sobre um possível abuso de autoridade dos órgãos fiscalizadores, “toda informação que é feito de forma não clara, acaba prejudicando. Houve sim uma interdição, contudo, entramos em contato com a administração da prefeitura municipal e tivemos um prazo para readequação. Estão exigindo o AVCB e eles têm todo o direito, mas já demos a entrada no processo, o Corpo de Bombeiros já tem todos os nossos projetos a mais de um ano, realizando adequações de acordo com o que eles solicitam. Contudo, o Corpo de Bombeiros não poderia interditar, se ele ainda não deu o parecer do AVCB e sim entrar em processo de interdição, mas fazer como foi feito, dizendo para a mídia que foi interditada, foi no mínimo um abuso de autoridade e por isto estamos em processo, pois, fomos impedidos de abrir durante os festejos juninos a Previlege, provavelmente em caráter de benefício de algum órgão na prefeitura, pois só nossa boate foi interditada”, disse. 

Segundo o proprietário, nenhuma outra casa que trabalha com serviço de entretenimento na cidade está com a documentação AVCB, “o Corpo de Bombeiros deveria primeiramente me notificar, me multar, notificar novamente e posteriormente entrar em processo de interdição, contudo, quem fez a interdição foi a Defesa Civil, um órgão municipal. 

Fiquei sabendo pela manhã, que o inspetor chefe do CREA, Leonel Reis, expediu pedidos de interdição, será que apenas o Privilege vai ser interditada e colocado na mídia?”, concluiu. 

O Voz da Bahia por diversas tentativas tentou falar por telefone com Leonel Reis superintendente do CREA de Santo Antônio de Jesus e não obteve êxito. Gostaríamos de deixar a disposição para que a Defesa Civil venha se expressar diante das alegações do senhor Alex Magalhães.

Reportagem: Voz da Bahia

Post Bottom Ad

JPG 728x90