FEIRA DE SANTANA ☼ Alagamentos, buracos e lamas prejudicam bairros - Observador Independente

EM PAUTA

B2

Post Top Ad

banner gif 728x90

Publicidade

Publicidade

sexta-feira, 14 de julho de 2017

FEIRA DE SANTANA ☼ Alagamentos, buracos e lamas prejudicam bairros

Depois das últimas chuvas em Feira de Santana, vários bairros da cidade, que já tinham problemas de alagamentos, buracos e lama, ficaram ainda mais prejudicados. Em dois desses bairros, a situação é muito crítica e em alguns momentos os moradores ficam impedidos até de sair de casa.

O bairro da Rocinha, que há décadas tem problemas de saneamento básico e de infraestrutura de esgotamento sanitário, é um dos mais atingidos pela situação. No cruzamento das ruas Visconde de Mauá e São José, formou-se uma grande lagoa, impedido a passagem de carros e pessoas. Em toda extensão da Rua São José, esgoto e água das chuvas se misturam e invadem as casas.

Rita de Cássia Soares dos Santos afirmou que mora na Rocinha há mais de 30 anos e que em todo esse tempo viveu com esgoto a céu aberto. “Nossas casas enchem de água e não tem uma solução. A rua está interditada e não há condições de ninguém passar. Já vieram aqui para fazer a rede de esgoto, mas até o momento nada resolveu. O problema se agravou após a requalificação da Lagoa Grande e há muito tempo estamos dentro da lama”, afirmou.

Maria Luzia Oliveira, que tem 75 anos e há cinco mora no local, conformou os problemas apontados por Rita de Cássia. “A água invade as casas, com muita lama. A gente tem que tampar os esgotos do banheiro se não a água sobe. Dentro de casa está tudo molhado”, relatou.

O vigilante Luiz da Silva disse que o problema sempre existiu e ficou pior depois das obras de requalificação da Lagoa Grande. “A rua fica cheia de água acumulada. A água está minando até dentro de casa. Até agora nenhuma solução. Quando chove forte a água sobe a quase meio metro com água e esgoto”.

No bairro Novo Horizonte as ruas Lauro de Freitas e Aparecida também estão com problemas. Revoltados com a situação, moradores interditaram uma rua, que é corredor de tráfego de ônibus.

“A Rua Aparecida não está aguentando a passagem de carros pesados e já cedeu. A gente colocou umas pedras para interditar a rua, mas os motoristas estão achando ruim”, disse a moradora Evanice Conceição Moura.

O técnico em panela de pressão, Lambertine Alves, cobrou uma solução para a Rua Lauro de Freitas. “O povo do Novo Horizonte tem valor. Já foram prometidas várias coisas aqui, mas até o momento nenhuma ação. A Rua Lauro de Freitas só é calçada até a metade e é muito movimentada, com passagem até de ônibus. Acho que essa rua deveria ser asfaltada e terminar o calçamento”, afirmou.

O secretário municipal de Desenvolvimento Social, José Pinheiro, explica as providências tomadas para resolver essa situação nos bairros Rocinha e Novo Horizonte.

“Ali tinham umas drenagens que foram seccionadas quase todas, pois quando passou a rede de esgotamento sanitário, essas drenagens, o pessoal entroncou como rede de esgotamento sanitário. Na realidade aquela rede não era pra existir. Com essa obra de saneamento daquela região o pessoal está trabalhando e fez a interligação, mas essas redes ainda não estão sendo jogados no local que deveria, que são nas unidades de tratamento. Infelizmente não temos como fazer nada, enquanto não terminarem de fazer uma parte da drenagem, vai ter sempre esse problema”, afirmou.


Já sobre a Rua Lauro de Freitas, no bairro Novo Horizonte, o secretário explicou que “é um trecho da lagoa e quando enche muito o lençol sobe. Como não feita uma base para calçamento, o solo cede. Mandamos uma máquina para o local para fazer um paliativo e o calçamento o prefeito tem interesse de fazer, mas aguarda recursos”.

Post Bottom Ad

JPG 728x90