JUAZEIRO ☼ FESTIVAL ALDEIA DO VELHO CHICO ABRE INSCRIÇÕES PARA OFICINAS DE CAPACITAÇÃO - Observador Independente

EM PAUTA

B2

Post Top Ad

banner gif 728x90

sexta-feira, 21 de julho de 2017

JUAZEIRO ☼ FESTIVAL ALDEIA DO VELHO CHICO ABRE INSCRIÇÕES PARA OFICINAS DE CAPACITAÇÃO

O Sesc Petrolina está com inscrições abertas para Oficinas de Capacitação que integram a programação da 13ª Aldeia do Velho Chico – Festival de Artes do Vale do São Francisco, que será realizada de 1º a 12 de agosto. 

As ações formativas do festival são direcionadas para o público iniciante e também profissional. As oficinas de iniciação já tiveram as inscrições encerradas. Estão com inscrições abertas no Sesc Petrolina (R. Pacífico da Luz, 618 – Centro) as turmas de capacitação de canto, teatro, dança, performance e transformismo, que serão realizadas de 30/7 a 11/8, voltadas para o público nã0-iniciante. Para se inscrever, é necessário pagar a taxa de R$20 (usuário) e R$10 (comerciário e dependente).

No dia 30 de julho, acontece, das 15 às 18h, Oficina de Canto, com a cantora Ceumar. De 3 a 4 de agosto, das 9h às 12h, Dudude Herrman (Belo Horizonte –MG) ministra a oficina de dança “Práticas do Sensível Corpo mundo & Mundo corpo”. 

No dia 6 de agosto, das 9h às 13h, acontece a oficina de teatro do Palco Giratório “Diálogo entre dois espaços: primeiro ocupe, depois se vire”. Nos dias 9 e 10, das 15h às 18h, Jane Di Castro (Rio de Janeiro –RJ) ministra a oficina “Performance e Transformismo”. No dia 11, das 9h às 13h, acontece mais uma de teatro do Palco Giratório “Processo de revelação em Hamlet”, com Emanuel Aragão e Adriano Guimarães (Brasília- DF).

CEGOS - O festival oferece ainda a oportunidade de participar da oficina de intervenção urbana e performance urbana “Cegos”, que será realizada nos dias 9 e 10 de agosto, e capacita para a performance que será realizada no dia 11, durante o festival no Centro da cidade.

“Cegos” é uma performance do Desvio Coletivo, uma rede de criadores em cena teatral contemporânea que atua na zona de fronteira entre o teatro, a performance e a intervenção urbana. Através da criação de espetáculos e intervenções cênicas em diferentes espaços urbanos desenvolve ação que geram ilhas de desordem efêmeras de natureza crítica. 

Com direção de Marcos Bulhões e Priscilla Toscano, e produção de Leandro Brasilio e Marie Auip. Realizada em diversas capitais brasileiras, “Cegos” estreou na Avenida Paulista, em São Paulo, e já circulou em Paris, Amsterdam, Barcelona, Ilha da Madeira e Nova York. Neste ano, CEGOS embarcou para Europa marcando presença no Imaginarius - Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria de Feira, em Portugal, e em Zurich com parceria da Zurich University of Arts, na Suíça. Também representou o Brasil no World Stage Design, em Taipei, Taiwan, evento organizado pela OISTAT - Organização Internacional de Cenógrafos, Arquitetos de Teatro e Técnicos.


Ascom

Publicidade

Publicidade

Post Bottom Ad

JPG 728x90