SALVADOR: Registra 246 roubos a ônibus em sete meses - Observador Independente

EM PAUTA

B2

Post Top Ad

banner gif 728x90

quarta-feira, 19 de julho de 2017

SALVADOR: Registra 246 roubos a ônibus em sete meses

O número de assaltos a ônibus em Salvador aumentou entre janeiro e julho deste ano se comparado ao mesmo período do ano passado. Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), foram instaurados 246 inquéritos sobre esse tipo de crime de 1º de janeiro até está terça-feira (18). Deste total, 234 processos foram encaminhados para a Justiça. Em 2016, foram 194 inquéritos.

A quantidade de armas de fogo apreendidas também aumentou. Segundo os dados da SSP, o número passou de 14 em 2016, para 26 em 2017. O número de presos em flagrante cometendo este tipo de crime também subiu 14%. A polícia acredita que o endurecimento das leis que regem esta modalidade criminal poderia ajudar a diminuir o número de assaltos.
Nesta terça-feira (18), dois homens suspeitos de tentar assaltar dois coletivos foram espancados pelos passageiros. O primeiro caso aconteceu na linha Santa Cruz x Barroquinha, na Avenida ACM, por volta das 17h. Policiais militares que passavam pela região perceberam o assalto, entraram no coletivo e renderam o bandido. O homem foi baleado depois de dar um soco no rosto de um dos PMs e tentar pegar a arma do militar. O suspeito tem 35 anos, mas ainda não foi identificado.

Nesse mesmo horário, no Nordeste de Amaralina, Ednei Carvalho Neves Júnior, 20, e Rodrigo Moisés do Nascimento Santos, 23, foram presos depois de serem espancado pelos passageiros do ônibus que fazia a linha Lauro de Freitas x Lapa. As vítimas fizeram sinal para uma viatura da Polícia Militar que passava no momento e os dois homens foram presos em flagrante.

Assaltos
No dia 5 de julho, uma quarta-feira, Fernando Moraes Junior, 27, foi preso em flagrante na Avenida Suburbana, no Lobato. Segundo a polícia, ele estava assaltando um ônibus em que estavam investigadores disfarçados do Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc). Fernando foi levado para a sede do Gerrc, pela sexta vez, pelo mesmo crime.

No dia 31 de maio três homens foram presos e dois adolescentes apreendidos por roubos a ônibus, num intervalo de tempo de dez horas, em Salvador e Região Metropolitana (RMS). Renivaldo Rocha dos Santos foi flagrado no momento em que tentava roubar pedestres em um ponto de ônibus. Ele confessou para a polícia assalto a coletivos da região. A SSP divulgou, na época, que foram apreendidos dois revólveres calibre 38, munições e uma faca tipo peixeira com os suspeitos, além dos pertences das vítimas.

No dia 29 de maio, uma segunda-feira, um soldado da Polícia Militar foi baleado dentro de um ônibus intermunicipal que seguia para Feira de Santana. O militar estava à paisana quando três homens anunciaram o assalto. O PM reagiu e houve uma troca de tiros dentro do coletivo. Um dos suspeitos também ficou ferido e foi preso. Cerca de 40 dias depois outro suspeito de participar do crime foi preso. O caso ocorreu no viaduto do Acesso Norte, próximo ao Shopping Bela Vista.

No dia 24 de maio, uma quarta-feira, o auxiliar industrial Alexandre de Jesus Silva, 28, morreu depois de ser baleado no braço e na perda durante um assalto a ônibus. Dois homens entraram no coletivo Vista Alegre/Lapa e anunciaram o assalto. Alexandre tentou esconder o celular, mas um dos bandidos percebeu e atirou no jovem. O disparo assustou o motorista. Ele perdeu o controle do ônibus e bateu no coletivo que estava parado à frente. Os bandidos aproveitaram o acidente e fugiram. O crime aconteceu no viaduto em frente ao Sesc Aquidabã, por volta das 18h.
Quatro dias antes, no dia 20 de maio, um sábado, o zelador Eneas Santos Santana, 21, também foi assassinado depois que dois homens entraram no ônibus, de linha Mussurunga x Barra, e anunciaram o assalto. Eneas esperou os bandidos descerem do coletivo e correu atrás dos suspeitos. O assaltado esfaqueou o zelador divesas vezes. Eneas era o terceiro de oito irmãos. O único que trabalhava com carteira assinada e ajudava a sustentar a família. O crime aconteceu na Avenida Paralela, na altura do Shopping Paralela, sentido rodoviária. Um suspeito foi preso.

No dia 5 de maio, uma sexta-feira, o pintor Djalma Paixão Ferreira, 42, foi baleado e morto depois que três homens entraram no ônibus em que ele estava e anunciaram o assalto. Os passageiros dominaram dois dos assaltantes, mas o terceiro bandido estava armado e fez o disparo que acertou as costas de Djalma.

O crime aconteceu por volta das 6h, na região do Wet'n Wild, embaixo do viaduto que dá acesso à Avenida Orlando Gomes, na região do Bairro da Paz. Um dos assaltantes, Lucas Mateus dos Santos Costa, 20, foi preso dois meses depois e assumiu autoria do latrocínio, e outros cinco roubos. Ele foi flagrado assaltando passageiros de um micro-ônibus na Estrada Velha do Aeroporto. 




No dia 6 de abril, uma quinta-feira, duas mulheres foram arremessadas de um ônibus em movimento na avenida Mario Leal Ferreira (Bonocô) durante uma tentativa de assalto ao coletivo. A polícia contou que Tainá Cardoso dos Santos, 18 anos, moradora de Cosme de Farias, e Ivoneide Almeida dos Santos, 21, estavam com um homem tentando assaltando o coletivo quando foram rendidas pelos passageiros e arremessadas do veículo. As duas mulheres foram presas e o outro suspeito conseguiu fugir.


(Correio)

Publicidade

Publicidade

Post Bottom Ad

JPG 728x90