SANTO AMARO ☼ Empresário do Axé usava empresa para desvio de verbas em Santo Amaro, diz MP - Observador Independente

EM PAUTA

B2

Post Top Ad

banner gif 728x90

Publicidade

Publicidade

sábado, 8 de julho de 2017

SANTO AMARO ☼ Empresário do Axé usava empresa para desvio de verbas em Santo Amaro, diz MP

O rastreamento da propina desviada de contratos firmados de foma fraudulente com a prefeitura de Santo Amaro abriu caminho para que o Ministério Público do Estado (MP) fechasse o cerco ao empresário Manoel de Andrade Barreto, pivô da noca fase da Operação Adsumus. 

De acordo com a coluna Satélite, do jornalista Jairo Costa, do Jornal Correio, investigadores do MP e da Polícia Federal descobriram depósitos realizados em uma das contas de Barreto por três empresas acusadas de operar esquema montado durante a gestão do ex-prefeito Ricardo Machado (PT): Grautech, Serv Bahia e Real Locações. 

Dono do camarote Axezeiro, sócio de bandas baianas e de uma rede de farmácias em Salvador, Barreto também utilizou as contas de empresas em nome de laranjas para receber e distribuir repasses de origem ilícita. O que, para o MP, configura crime de lavagem de dinheiro.

Os investigadores, conforme a coluna Satélite, revelaram que a Rede Axezeiro e a Central de Bandas – usadas para desviar verbas de eventos e shows bancados pela prefeitura de Santo Amaro – foram abertas em nome da mãe e irmã do empresário sem que ambas soubessem. No entanto, Mnaoel Barreto possuía procuração para tocar os negócios livremente.

Post Bottom Ad

JPG 728x90