EUNÁPOLIS ☼ Polêmica: radialista diz que prefeito de Eunápolis deveria ter comido promotor - Observador Independente

EM PAUTA

B2

Post Top Ad

banner gif 728x90

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

EUNÁPOLIS ☼ Polêmica: radialista diz que prefeito de Eunápolis deveria ter comido promotor

A cidade de Eunápolis, no sul baiano, vive dias atípicos depois que vazou um áudio de uma radialista e assessora de comunicação da Secretaria de Saúde da prefeitura contendo ataques ao promotor de Justiça do município, Dinalmari Mendonça Messias.

A ofensiva contra o integrante do Judiciário foi interpretada como uma represália, uma vez que o MP na cidade recomendou que o prefeito Robério Oliveira exonerasse, em dez dias, seus parentes empregados na prefeitura. 

Na conversa, a jornalista Rosie Marie Galvão se dirige a um interlocutor chamado "Miro". Para uns, o conteúdo tem teor de perseguição ao promotor de Justiça. Para outros, o cunho foi homofóbico. "Miro, ontem recebi de uma pessoa um texto que eu fiz quando Sisa foi nomeada. Ou seja, no passado eu perguntei a Dinalmari se era nepotismo quando nomeou Cisa. Aí, bem curioso o texto, vou te mandar um que eu publiquei na época no Radar 64. Ele demonstrou, assim, que a questão dele é pessoal. Eu, inclusive, tenho uma versão para isso, Robério errou quando não comeu Dinalmari", disse a assessora.


Conforme publicação da coluna Tempo Presente, do jornal A Tarde, desta quinta-feira (3), o promotor Dinalmari Messias colocou lenha na fogueira ao dar uma entrevista numa rádio da cidade: "Acho ela feia, feia que nem o cão. Como um dragão que solta labareda; Ela queria que eu comesse ela. Como eu não quis, ela tem essa raiva".

O prefeito Robério Oliveira, em meio à turbulência do caso já visto como um escândalo, soltou uma nota de repúdio e disse que, no curso da sua vida política, nunca admitiu posturas desta natureza que ferem a honra dele e do promotor de Justiça.

A jornalista Rosie Marie, por sua vez, publicou em seu perfil na rede social Facebook um desabafo intitulado "confissão pública e nota de repúdio". No texto, a servidora da prefeitura de Eunápolis admite que emitiu uma fala "contendo uma injúria contra o prefeito da cidade e o promotor". "Tratou-se, puramente, de uma piada machista e de mau gosto, em tom jocoso, proferida por mim durante uma conversa que imaginei que estaria com meu interlocutor, mas que, infelizmente, por essas ‘trapaças’ da tecnologia, foi parar em um grupo de imprensa e uma pessoa resolveu divulgar o fato, entregando os áudios ao grupo político contrário ao atual chefe do Poder Executivo", diz Rosie.

"Confesso minha culpa, mas não o dolo. Peço desculpas à população de Eunápolis por ter excedido os limites da brincadeira contra suas autoridades constituídas. Peço sinceras desculpas às partes atingidas. Em nenhum momento pretendi imputar a essas autoridades a prática de litigância de má-fé ou de atitudes imorais, antiéticas ou ilegais. Até porque, não acredito que a dignidade e a honra das pessoas residem na heterossexualidade. Se assim o fosse, estaria dizendo que homossexuais e ‘trans’ não têm dignidade. O que não foi o caso", afirma.

A assessora informa que já constituiu advogado e que ingressará na Justiça para provar que não houve dolo nem intenção de ofensa.

BocãoNews

Publicidade

Publicidade

Post Bottom Ad

JPG 728x90