RETIROLÂNDIA ☼ Coelba, Prefeitura e Associação de moradores se reúnem em busca de uma solução para retirada de rede de energia de dentro das casas - Observador Independente

EM PAUTA

B2

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

RETIROLÂNDIA ☼ Coelba, Prefeitura e Associação de moradores se reúnem em busca de uma solução para retirada de rede de energia de dentro das casas

Reunião aconteceu no gabinete do prefeito | Foto: Teones Araújo
Dezenas de moradores aproveitaram espaço deixado pela prefeitura quando realizou a pavimentação e para aumentarem seus imóveis acabaram ultrapassando até o limite da rede elétrica e hoje convivem com o perigo.

A gestora da Unidade de Unidade de Atendimento da Coelba, responsável pela região de Feira de Santana, Cleriane Santos Rodrigues, esteve na cidade de Retirolândia, na última segunda-feira, dia 04, onde se reuniu com prefeito Vonte do Merin (PSC) e com o presidente da Associação dos Moradores do Bairro ACM, Carlos Rodrigues, para tratar da situação da rede de energia elétrica da comunidade. O bairro surgiu no inicio da década dos anos 1990 quando foi construído um prédio escolar cujo nome é o mesmo do bairro e então prefeito Adevaldo Martins (DEM) projetou o bairro e foi implantada a rede elétrica.
O calçamento não chegou até o poste, alguns moradores aproveitou o espaço e para isso avançou, deixando a rede elétrica dentro ou sobre as propriedades.

As gestões que sucederam o democrata quando foram realizar as obras de calçamento, estreitaram as ruas e os alguns moradores ampliaram suas residências e até mesmo casas comerciais, deixando os postes de iluminação publicas dentro das suas casas, a exemplo de uma casa de material de construção onde existe um poste em seu interior e a posição do braço de iluminação pública está acima do telhado, o que impede dos funcionários da Prefeitura fazer a trocar das lâmpadas.
Também na Avenida Arquimedes Moreira imoveis comerciais com a rede elétrica em cima 
Foto: Raimundo Mascarenhas

O prefeito Vonte do Merim falou que a Prefeitura não tem condição de arcar com a troca dos postes e a instalação de uma nova rede, mas irá apelar para Secretaria de Infraestrutura do Estado. “Nós não podemos deixar como está, pois o risco é muito grande e estou prefeito pela vontade do povo pra cuidar do município e darei a atenção necessária que o caso exige”, falou o Social Cristão.

Cleriane Santos disse que a COELBA já havia enviado técnicos para encontrar a solução e fazer um orçamento para o projeto que resolva em definitivo este problema. A gestora, após a reunião com prefeito, fez uma visita o bairro acompanhado do presidente da Associação, Carlos Rodrigues.

CN