FEIRA DE SANTANA @ Homem comercializa fardamento para presos na frente do Conjunto Penal - Observador Independente

BAHIA

15 de marzo de 2018

FEIRA DE SANTANA @ Homem comercializa fardamento para presos na frente do Conjunto Penal

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade




Durante a cobertura da manifestação de familiares de detentos do Conjunto Penal de Feira de Santana, na manhã desta quinta-feira (15), a reportagem do Acorda Cidade flagrou uma banca com várias peças de roupas de cor laranja, semelhantes ao fardamento usado pelos detentos do presídio.

O proprietário da mercadoria não foi localizado e o diretor do Conjunto Penal, capitão Allan Araújo, informou que está apurando a denúncia.

Segundo ele, já houve a solicitação de uma unidade a mais de fardamento para detentos a pedido de parentes. No entanto, a roupa é fornecida pelo estado. Além disso, todo fardamento usado pelos presos deve ter o carimbo da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do estado da Bahia (Seap).

Lembro-me que em algumas situações, poucas delas, em que nos pedem uma unidade a mais de fardamento dentro da unidade e vamos lá e autorizamos, o diretor pode fazer isso. Atendemos esse pedido da família e do interno, que de repente só está com uma ou duas peças de roupa. Mas quanto à comercialização, vamos verificar. Não é ilegal, mas antiético. Não é plausível, parece ser a farda de interno e vamos ver se a banca foi instalada hoje, disse.

Os familiares relataram ao site Acorda Cidade que compram estas roupas e apresentam à unidade para receber o carimbo, seguindo exigências internas. "A gente traz a roupa e eles carimbam, parecendo que é o estado que dá", diz um familiar de detento que não quis ser identificado".

acordacidade
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas