BRASÍLIA @ AGU recua e pede manutenção do auxílio-moradia a juízes e membros do MPF - Observador Independente

BAHIA

5 de mayo de 2018

BRASÍLIA @ AGU recua e pede manutenção do auxílio-moradia a juízes e membros do MPF

A mudança ocorreu de forma sigilosa, visto que a AGU é autora de pareceres contrários 
aos pagamentos / Foto : Reprodução





A Advocacia-Geral da União (AGU) voltou atrás e mudou de opinião sobre o pagamento de auxílio-moradia a juízes e membros do Ministério Público no Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo informações do jornal O Globo, o órgão propôs às categorias a manutenção dos benefícios com “caráter indenizatório”.

A mudança ocorreu de forma sigilosa, visto que a AGU é autora de pareceres contrários aos pagamentos. De acordo com o periódico, o repasse ficaria permitido mesmo na ausência de uma lei que o autorize, permanecendo amparado apenas em resoluções internas dos próprios órgãos. 

A proposta teria sido apresentada em caráter reservado pela Secretaria-Geral de Contencioso da AGU na última reunião da Câmara de Conciliação e Arbitragem da Administração Federal, onde os interessados tentam chegar a um acordo sobre o pagamento do auxílio-moradia.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas