FEIRA DE SANTANA @ Lama, buracos e alagamentos dificultam trafegabilidade na zona rural; moradores ficaram sem transporte público - Observador Independente

BAHIA

3 de junio de 2018

FEIRA DE SANTANA @ Lama, buracos e alagamentos dificultam trafegabilidade na zona rural; moradores ficaram sem transporte público

Serviços de recuperação de estradas serão retomados após o período de chuva.
Foto: Divulgação/Ascom




Os problemas de várias ruas de Feira de Santana ganham maiores proporções no período chuvoso. Alagamentos, muita lama e buracos dificultam a trafegabilidade de pedestres e veículos, e afetam até mesmo o transporte público, que atrasa ainda mais o percurso ou precisa deixar de passar por algumas vias, especialmente na zona rural.


Já estão praticamente sem transporte público, por exemplo, os moradores das localidades Candeal I e II, São José, Carro Quebrado, Candeia Grossa, Jacú, Alecrim Miúdo, Pedra Ferrada, Braço Forte, Caldeirão, Pé de Serra, Água Grande e KM13.

O secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro, informou que serviços de recuperação de estradas vicinais, na zona rural, bem como a operação tapa buracos na zona urbana, serão retomados após a chuva dar uma trégua.

“Nos últimos dias, tivemos que suspender os trabalhos ao se deparar com dois problemas: a volta da chuva, que cai todos os dias no município, e também a crise dos combustíveis causada pela greve nacional de caminhoneiros, que afetou o abastecimento de máquinas. A greve encerrou mas seus efeitos ainda não foram superados. Estamos aos poucos voltando a normalidade", informou.

A determinação do prefeito Colbert Martins Filho é que imediatamente após cessar a chuva, seja acelerado o trabalho de reparos das vias públicas e também das estradas da zona rural e bairros mais distantes.

A empresa Rosa esclareceu por meio de nota que guarda a manutenção das vias de acesso aos distrito para retomar os serviços com a capacidade normal de atendimento aos usuários. Confira na íntegra:

Nota de Esclarecimento

A empresa Rosa, concessionária de transporte urbano de Feira de Santana, esclarece às comunidades do Candeal I e II, São José, Carro Quebrado, Candeia Grossa, Jacú, Alecrim Miúdo, Pedra Ferrada, Braço Forte, Caldeirão, Pé de Serra, Água Grande e KM13 que, após as chuvas, atrasos ou dificuldades de atendimento ao usuário destas regiões e suas respectivas localidades são por conta das condições inadequadas nas estradas rurais que dificultam ou, na maioria dos casos, impossibilita a circulação de ônibus e consequentemente o cumprimento do itinerário.

A empresa Rosa aguarda a manutenção das vias de acesso aos distritos, já sinalizada, através da imprensa, pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

Entretanto, é vital o quanto antes a realização de serviços criteriosos de melhoria do solo nas estradas rurais (de terra) para garantir estabilidade, resistência, deformabilidade e permeabilidade visando boas condições de rolamento dos ônibus, criando uma superfície resistente para suportar a carga dos veículos sem que ocorram deformações excessivas.

As boas condições de acesso à zona rural do município são necessárias para evitar que os ônibus quebrem ou fiquem atolados, o que coloca em risco a segurança de passageiros e de funcionários.

Desgaste excessivo de componentes como pneus, conjunto de molas, sistemas de freios, de embreagem e de transmissão, elevadores de acessibilidade, portas e conjunto de molas são provocados pelo barro excessivo, lama e buracos de grandes dimensões que aumentam consideravelmente o custo da operação de transporte.

A Empresa Rosa retornará com a capacidade normal de atendimento ao usuário logo sejam sanados os problemas de trafegabilidade nas localidades rurais.



AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas