ILHÉUS @ ESCOLAS CULTURAIS REALIZA A 4ª EDIÇÃO DO BATALHA MUSICAL - Observador Independente

BAHIA

8 de junio de 2018

ILHÉUS @ ESCOLAS CULTURAIS REALIZA A 4ª EDIÇÃO DO BATALHA MUSICAL




O Projeto Escolas Culturais, do Governo do Estado, realiza nesta sexta-feira, 8, a partir das 14h, no Auditório do Colégio Modelo de Ilhéus, a 4ª EDIÇÃO DO BATALHA MUSICAL. Nessa edição estão convidadas as Poetas Joémille Souza, Lunah Mv, Beatriz Vitoria e os poetas Cijay, Pawlista PDF e Marcu MC, todas participantes dos coletivos do Rap Ilhense! Além destas participações, haverá apresentações musicais das estudantes do Colégio Modelo.

SOBRE O BATALHA MUSICAL

O Batalha Musical é um projeto idealizado junto com estudantes do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães de Ilhéus, através da equipe de Coordenação Pedagógica e Professores. Tem por objetivo dinamizar o espaço cultural dentro da escola envolvendo os estudantes, artistas e a comunidade através da linguagem da música.

Na 3ª edição, o “Grupo Samba de Treita” de Silvandira Caldeira fez parte da programação, que tinha como tema o SAMBA. Nesta edição, a quarta e última que será realizada nesse semestre, o foco foi direcionado para a POESIA. Já foram realizadas três edições, com os estudantes concorrendo entre si e com a participação dos artistas de Ilhéus em uma das edições…

ARTISTAS CONVIDADOS

CIJAY, Rapper e poeta do movimento “Poesia no Buzu” em Ilhéus. atual vencedor do Festival Universitário de Música da Rádio Uesc. Integrante do coletivo Rap de Rua.

PAWLISTA PDF, idealizador e fundador do Poesia de Favela primeiro grupo de rap gangsta da cidade de Ilhéus, idealizador e fundador do coletivo rap de rua, idealizador e fundador do coletivo afro periferia.

MARCO MC, integrante do grupo de rap “SRD” (Sem raça definida), Poeta integrante do movimento Poesia No Buzu em Ilhéus e região. Contribuinte do movimento hip-hop desde 2013 (Sagacidade Urbana). Atualmente integrante do movimento “Coletivo Rap De Rua”.

JOEMILLE SOUZA é poetiza e faz parte dos coletivos XOTAS073 e AFROPERIFERIA. Sou poeta, queria escrever coisas bonitas, mas escrevo apenas sobre o que me revolta; racismo e a necessidade do feminismo.

LUNAH MV é cria da RUA! Foi esse lugar que acolheu a MC Ilheense quando suas ideias e forma de viver já não eram mais aceitas dentro de casa. Há pouco mais de dois anos no corre, alguns trabalhos divulgados e diversas apresentações, Lunah MV lançou em 2018 seu primeiro EP, intitulado “Aborto” (disponível em todas as plataformas digitais).

BEATRIZ VITORIA, mais conhecida como Bea, é poeta parte dos coletivos XOTAS073

SOBRE O PROJETO ESCOLAS CULTURAIS.

O Projeto Escolas Culturais é uma ação do Governo do Estado da Bahia desenvolvido por meio da iniciativa interinstitucional firmada entre as Secretarias da Educação (SEC), da Cultura (SECULT) e da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), com a participação e gestão do Instituto de Ação social Pela Música (IASPM).

A inciativa tem como objetivo dinamizar a cultura nos territórios de identidade, incentivar o uso da escola como Equipamento Cultural e de Interação Social, além de colaborar com a redução dos índices de vulnerabilidade infanto-juvenil, violência e evasão escolar.

As atividades foram iniciadas no mês de abril, em 85 municípios do estado, distribuídos nos 28 territórios de Identidade. Em Ilhéus, a ação está sendo implantada no Colégio Modelo e comunidade artística. O Projeto promoverá atividades sociais, educacionais e culturais por meio de ações diversas sempre dialogando com audiovisual, a música, a dança, as artes literárias e demais expressões artísticas, além da participação da Rede de Proteção Social do município.

Dessa forma, o projeto irá estabelecer um ambiente de troca entre saberes produzidos na escola e os saberes populares tradicionais de idosos, mestres e mestras, artistas e fazedores de cultura das comunidades.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas