SALVADOR @ '120 Anos de Lampião': Palestra enfoca manchetes sobre a morte do cangaceiro - Observador Independente

BAHIA

4 de junio de 2018

SALVADOR @ '120 Anos de Lampião': Palestra enfoca manchetes sobre a morte do cangaceiro

Nascido em 4 de junho de 1898, Virgulino Ferreira da Silva foi morto em Alagoas em 1938
Foto : Divulgação






O projeto “120 Anos de Virgulino Ferreira da Silva – Lampião” promove hoje (4), às 2h30 da tarde, na Biblioteca Anísio Teixeira, situada na Rua Frei Vicente, 16, Pelourinho, uma palestra sobre a repercussão da morte do cangaceiro. Ministrada pelo historiador e pesquisador Júlio César Teixeira, a conversa vai focar nas principais manchetes sobre o acontecimento, publicadas na imprensa em 1938.

“O debate irá trazer uma ressignificação do que é o cangaço, trazendo visões do estado e das mentalidades daquela época, a fim de esclarecer a diferença entre bandido e cangaceiro, a partir de uma abordagem política e social”, explica o palestrante. Lampião nasceu em 4 de junho de 1898, em Serra Talhada, Pernambuco, e entrou para o cangaço, em 1921, após o pai ter sido morto a tiros pela polícia.

Considerado o Rei do Cangaço, de acordo com a história, ele foi perseguido na Bahia pelo governo de Juracy Magalhães, sobretudo de 1932 a 1935, e, por tal motivo, deixou o estado e seguiu para Sergipe e Alagoas, sendo morto por policiais na cidade de Piranhas (AL), em 1938.

SERVIÇO:

O QUÊ: Palestra sobre repercussão da morte de Lampião
ONDE: Biblioteca Anísio Teixeira – Pelourinho – Salvador (BA)
QUANDO: Segunda-feira (4), às 14h30
QUANTO: Grátis!
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas