PETROLINA @ AUDITORIA DO IGEPREV IDENTIFICA PREJUÍZO DE R$ 13 MILHÕES COM APLICAÇÕES FEITAS PELA ANTIGA GESTÃO - Observador Independente

BAHIA

30 de julio de 2018

PETROLINA @ AUDITORIA DO IGEPREV IDENTIFICA PREJUÍZO DE R$ 13 MILHÕES COM APLICAÇÕES FEITAS PELA ANTIGA GESTÃO

Crédito da foto / Ascom/Petrolina




Uma auditoria realizada pelo Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) revelou perdas irreparáveis aos fundos de pensão dos servidores do município. Segundo levantamento, as aplicações feitas pela antiga gestão do instituto, entre os anos de 2011 e 2013, geraram prejuízos de cerca de R$ 13 milhões aos cofres do órgão.

Entre as irregularidades identificadas pela atual gestão do Igeprev, está o direcionamento de recursos para fundos de investimentos não recomendados, como explica o diretor-presidente do Igeprev, Willames Barbosa.

“Fizemos um levantamento minucioso e identificamos uma relação de fundos de investimentos de alto risco que vêm causando sucessivas perdas financeiras para o Igeprev, algumas delas, já provocaram, inclusive, o cancelamento precoce desses investimentos que dificilmente poderão ser recuperados”, explica o diretor.

Alto risco

Ainda de acordo com Willames, os levantamentos feitos pela atual gestão do Igeprev contêm mais de 80 páginas e mostra que as perdas estão relacionadas a quatro investimentos de alto risco, os quais geraram resultados negativos ao instituto. Após identificar as perdas, o instituto vem se empenhando para tentar resgatar os valores perdidos.

“Em alguns casos, já estamos buscando meios de responsabilizar os causadores das perdas e também encaminhando essa documentação para os órgãos responsáveis, como Ministério Público, Tribunal de Contas, entre outros. Acerca dos investimentos ainda vigentes, também estamos empenhados e averiguando as possibilidades de resgate de valores”, finalizou.


Ascom/Petrolina
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas