PETROLINA @ GUARDA CIVIL MUNICIPAL ALERTA POPULAÇÃO SOBRE DINHEIRO FALSO QUE CIRCULA NA CIDADE - Observador Independente

BAHIA

18 de julio de 2018

PETROLINA @ GUARDA CIVIL MUNICIPAL ALERTA POPULAÇÃO SOBRE DINHEIRO FALSO QUE CIRCULA NA CIDADE

Crédito da foto / Tec Mundo



Uma ocorrência registrada pela Guarda Civil Municipal acendeu uma luz de alerta para a população de Petrolina: a circulação de dinheiro falso. Um homem foi visto em atitude suspeita nas imediações do Parque Municipal Josepha Coelho na manhã da última segunda-feira (16) e após revista pessoal, o efetivo da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) encontrou com ele uma cédula de R$ 100 com características estranhas. 

Depois de fazer uma consulta em uma casa lotérica, ficou constatado que a nota era falsa. A situação não se configura crime, uma vez que não houve a tentativa de repasse do dinheiro, mas o homem e a cédula apreendida foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Federal, localizada em Juazeiro da Bahia para que fossem prestados os devidos esclarecimentos.

Diante do caso, o Sistema de Segurança Pública de Petrolina, através da Guarda Civil Municipal, faz um alerta à população sobre a circulação de dinheiro falso na cidade. É importante observar os elementos de segurança contidos nas cédulas de Real, como marca-d'água, o relevo e a textura do papel. 

O secretário-executivo de Segurança Pública de Petrolina, José Silvestre, diz o que fazer em caso de suspeita sobre a autenticidade de uma cédula. "Se o dinheiro foi sacado em um banco, deve-se procurar o gerente para pedir providências para substituição. Se a origem do dinheiro se deu, a partir de alguma transação do dia a dia, como o repasse de um troco no comércio local, recuse o dinheiro e peça a substituição. Em todo o caso, é importante procurar uma delegacia de polícia mais próxima para registrar a ocorrência", explica Silvestre.

A falsificação é crime previsto pelo artigo 289 do Código Penal, com pena de 3 a 12 anos de prisão. Quem tentar colocar uma cédula falsa em circulação depois de tomar conhecimento de sua falsidade, mesmo que a tenha recebido de boa fé, pode ser condenado a uma pena de 6 meses a 2 anos de detenção.

Ascom PMP Felipe Pereira

Paginas