SALVADOR @ Assaltantes tentam roubar taxista após se infiltrarem entre evangélicos em saída de culto - Observador Independente

BAHIA

6 de julio de 2018

SALVADOR @ Assaltantes tentam roubar taxista após se infiltrarem entre evangélicos em saída de culto

Crédito da foto: Reprodução 




Um taxista foi alvo de uma tentativa de assalto no bairro da Barra, em Salvador, na noite de quinta-feira (5). Segundo relatou a vítima, que terá sua identidade preservada, um casal pediu a corrida nas proximidades de uma igreja evangélica na Rua Carlos Gomes, no Centro, por volta das 20h. 

De acordo com o taxista, os assaltantes aproveitaram a movimentação de saída de um culto religioso para se infiltrarem entre os fiéis. Após parar o veículo, o condutor percebeu que os passageiros apresentavam atitudes suspeitas. "Pensei que eram evangélicos, mas quando entraram e solicitaram a corrida eu percebi que eles eram uns elementos tipo 'sacizeiros'. Aí eu disse 'agora já foi'. Quando eu percebi que eram suspeitos já tinham entrado no carro", contou o taxista. 

Na Avenida Sete de Setembro, trecho da Ladeira da Barra, os assaltantes anunciaram o roubo. Conforme o taxista, os criminosos estavam armados com uma faca (peixeira). Para fugir do assalto, o condutor parou bruscamente o veículo e, após o casal sair correndo, acionou policiais da 11ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Barra-Graça), que seguiram com a vítima no táxi.

Os criminosos fugiram pela Rua Tenente Pires Ferreira, mas foram detidos. Durante a perseguição, um dos criminosos levou um tiro de raspão no pé. Todos foram levados para a Central de Flagrantes. "Infelizmente, daqui a dois, três dias estarão nas ruas novamente", previu o taxista. 

De acordo com a Comissão dos Taxistas da Bahia, é a 104ª ocorrência contra a categoria em 2018.
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas