SENHOR DO BONFIM @ AVES DA FAUNA BRASILEIRA SÃO APREENDIDAS EM OPERAÇÃO NO MUNICÍPIO - Observador Independente

BAHIA

30 de julio de 2018

SENHOR DO BONFIM @ AVES DA FAUNA BRASILEIRA SÃO APREENDIDAS EM OPERAÇÃO NO MUNICÍPIO

Crédito da foto / Ascom / Inema



Durante os dias 24 a 28 de julho, o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia INEMA, em parceria com o 6°BPM e a CIPE/CAATINGA realizaram uma operação a qual teve como alvo principal o tráfico de animais silvestres. Cerca de 500 espécies de aves da fauna brasileira, dentre eles: cardeais, azulão, sabiá, Estêvão, Pássaro Preto, Sanhaço, periquitos, galo de campina, caboclinho, papa capim, coleira, papagaios, tico-tico, entre outros, foram apreendidos.

Os pássaros foram levados para um centro de avaliação onde passarão por uma triagem. Após a averiguação, as aves devem ser devolvidas a natureza. A Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 em seu Art° 29 : Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, É CRIME e estão sujeitos a multa que variam de 500 a 5.000 reais por cada pássaro apreendido, de acordo com o Decreto 6.514/08, que regulamenta a Lei de Crimes Ambientais (9.605/08).

Durante a operação também foi identificado áreas de desmatamento, os barramentos irregulares e degradação de nascentes. Todos os identificados foram autuados em atos administrativos emitidos pelo Inema, de acordo com o Decreto Estadual 14.024-12, artigo 254, inciso I parágrafo único.

O intuito é realizar fiscalizações sistemáticas a fim de coibir o comércio e tráfico de animais silvestres na região. Esta primeira ação serve de alerta nas próximas serão bem mais repressivas, inclusive, lavrando-se o devido TCO ( Termo Circunstanciado) na delegacia para que o responsável venha responder pelo Crime Ambiental.

Ascom / Inema
AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Observador Independente.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Observador Independente pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.

Paginas