JUAZEIRO @ ESTUDANTES DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA DA UNIVASF SÃO DUPLAMENTE PREMIADOS PELO I CONGRESSO NACIONAL INTERDISCIPLINAR DO VALE DO SÃO FRANCISCO - Observador Independente

JUAZEIRO @ ESTUDANTES DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA DA UNIVASF SÃO DUPLAMENTE PREMIADOS PELO I CONGRESSO NACIONAL INTERDISCIPLINAR DO VALE DO SÃO FRANCISCO

Compartilhar
Crédito da foto :: Ascom Univasf / Divulgação    




O estudantes Bruno Emanuel Souza Coelho e Laurenielle Ferreira Moraes da Silva, apresentaram nos últimos dias 08 e 09/2018 na Univasf campus Petrolina, como parte da programação do I Congresso Nacional Interdisciplinar do Vale do São Francisco, trabalhos acadêmicos desenvolvidos no laboratório de Agroindústria, no laboratório de Eletrificação e Construções Rurais, ambos da Univasf do campus Ciências Agrárias, e no Laboratório de Armazenamento de Produtos Agrícolas da Univasf campus Juazeiro.

E dentre os trabalhos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa sob orientação dos professores: DSc. Karla dos Santos Melo de Sousa, DSc. Acácio Figueiredo Neto e DSc. Neiton Silva Machado, os trabalhos intitulados de "Elaboração e avaliação físico-química do iogurte probiótico e batido de maracujá-do-mato" apresentado por Laurenielle, no Eixo Temático de Meio Ambiente, e "Eficiência e ajuste de modelos matemáticos da secagem solar de manga 'Tommy Aktins'" apresentado por Bruno Emanuel no Eixo Temático de Engenharia/Tecnologia/Gestão chamaram a atenção dos avaliadores, levando a fase final da competição dos dois melhores trabalhos por eixo temático, e a conquista do primeiro lugar dos respectivos eixos, agraciando os alunos com uma láurea acadêmica e um prêmio simbólico.

Além disso, outro trabalho, intitulado de "Avaliação da cor do doce cristalizado de abóbora armazenado em temperatura ambiente e sob refrigeração" apresentado por Bruno Emanuel, também foi classificado como finalista do Prêmio Destaque Interdisciplinar no Eixo Temático de Engenharia/Tecnologia/Gestão.

Tal fato, impressionou a comunidade acadêmica pela qualidade dos trabalhos que estão sendo executados, e pela desenvoltura destas tecnologias de baixo custo, acessível ao pequeno produtor rural, que é o caso do secador solar, e pelo uso de matérias-primas regionais que ainda são exploradas de forma extrativista, que é o caso do maracujá do mato utilizado na saborização do iogurte.

E o mais curioso foi o êxito que a estudante Laurenielle teve durante a apresentação do seu primeiro trabalho acadêmico, ela foi Bolsista de Iniciação Acadêmica da Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia Estado de Pernambuco, e atualmente está no terceiro período, ou seja, já começou bem.

Já Bruno Emanuel, que não é nenhum marinheiro de primeira viagem, o estudante vêm numa maratona desde 2015, e em quatro anos acumulou exatos dez prêmios e títulos em eventos nacionais e regionais, sendo considerado um grande talento da Ciência e Tecnologia dos Alimentos do Vale do São Francisco. Bruno que já é Técnico em Alimentos está na fase final do curso de Engenharia Agronômica.

E como um grande grupo de pesquisa é composto por grandes nomes, outros estudantes também contribuam para a execução do projeto e a escrita dos trabalhos, a exemplo do estudante Cícero Henrique de Sá que é Bolsista de do Programa Institucional de Extensão da Univasf, e ex-aluno do IF Sertão campus Floresta, onde fez o curso Técnico em Agropecuária, esteve presente durante todo o evento como participante e apoiando os colegas, além de Itamara Rayanny Bessa de Carvalho, Thais Almeida Cordeiro de Melo, e Lucas Rodrigues Alencar, que não estiveram presentes no evento, mas na torcida pelo grupo.




Ascom Univasf

Post Bottom Ad

VivaABahia