FEIRA DE SANTANA @ Secretário diz que interferências impedem a prefeitura de realizar obras em vias dos bairros SIM e Calumbi - Observador Independente

FEIRA DE SANTANA @ Secretário diz que interferências impedem a prefeitura de realizar obras em vias dos bairros SIM e Calumbi

Compartilhar
Crédito da foto :: Ed Santos/Acorda Cidade   



Secretário diz que o ideal seria a requalificação total das vias, mas afirma que ainda não é possível fazer a obra.


As avenidas Artêmia Pires (bairro SIM), Amaralina e Rua Tomé de Souza (bairro Calumbi), em Feira de Santana são alvos de constantes reclamações devido a situação em que se encontram. Procurado pelo Acorda Cidade, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro, informou que o ideal seria a requalificação total das vias, mas ele afirmou que ainda não é possível fazer esse trabalho devido a algumas interferências e por isso a prefeitura sempre faz um trabalho paliativo de tapa-buracos.

A Avenida Amaralina e a Rua Tomé de Souza têm um problema sério, que é de água servida e estamos fazendo tapa-buracos. Tem trechos que vai ter que fazer um rebaixamento de lençol para tirar as águas, pois colocar somente asfalto não tem condições. A Tomé de Souza é uma minação só. Temos que fazer um projeto de drenagem e de rebaixamento de lençol em toda a avenida. Estou conversando com o secretário de Planejamento, Carlos Brito, pra ver se a gente faz um projeto para fazer esse trabalho,
 informou.

Com relação a Artêmia Pires, José Pinheiro afirmou que existem fatores que prejudicam o asfalto. Segundo ele, a prefeitura ainda não tem condições de fazer a recuperação total do piso. Ele citou alguns problemas.

“Primeiro temos que tirar as carretas que estão transportando material com 50 toneladas nessa avenida, pois o piso não aguenta. Segundo, temos que resolver as águas servidas em alguns pontos. Terceiro, a Embasa tem que fazer a parte dela. Quarto, a justiça nos dá a liminar para interditar um condomínio que joga água constantemente ali. Acho que deveria se criar um projeto de água e esgoto lateral para a Embasa fazer os pontos de interseções. Não adianta fazer um asfalto novo com várias construções no local, por isso sempre estamos fazendo os tapa-buracos”, explicou.

O secretário José Pinheiro acrescentou ainda que a Embasa já iniciou um trabalho de recuperação da avenida, mas que a via ficará com algumas depressões, devido as emendas. “Fica difícil recuperar totalmente essa avenida, pois ali são muitas interferências sendo feitas”, disse.





Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Post Bottom Ad

VivaABahia