SALVADOR @ Semop vai fiscalizar venda de alimentos no Festival Virada Salvador - Observador Independente

SALVADOR @ Semop vai fiscalizar venda de alimentos no Festival Virada Salvador

Compartilhar
Crédito da foto :: Divulgação    



Os ambulantes que não respeitarem as normas poderão ser punidos com multas, apreensão do equipamento e/ou mercadorias e cassação da autorização para exercício da atividade.


Os ambulantes que vão atuar no Festival Virada Salvador 2019 devem ficar atentos às normas de higiene e armazenação das bebidas e alimentos que vão ser comercializados na festa.

É obrigatória a utilização das instalações, equipamentos e utensílios apropriados para cada tipo de atividade, que devem ser mantidos em perfeito estado de conservação e higiene.

Fiscais da Secretaria de Ordem Pública (Semop), através da Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), vão atuar no entorno do evento com o intuito de assegurar o cumprimento das normas legais.

A comercialização de produtos em carros de mão, fogareiros, churrasqueiras, assim como a venda de bebidas pré-preparadas artesanalmente, como licor, cravinho e príncipe maluco, é proibida. Não será permitida a utilização de louças, vidros, alumínio, talheres metálicos ou espetos.

O vendedor ainda fica responsável pela limpeza da área ocupada pelo equipamento. Os resíduos gerados pelos vendedores devem ser acondicionados em sacos plásticos, para a coleta dos agentes da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb). 

Os comerciantes deverão usar um avental ou guarda-pó e sapatos fechados. Também é necessário prestar atenção no transporte dos alimentos, que devem ser feitos em vasilhames de fácil higienização e limpeza, devidamente tampados e vedados, e em temperatura adequada.

Os produtos industrializados comercializados no Festival devem ser devidamente rotulados, nos quais devem constar informações sobre o registro no órgão competente, data de fabricação, prazo de validade, lote, composição e demais informações exigidas por lei.

O gelo utilizado pelos ambulantes deve ser devidamente rotulado e produzido por empresa legalmente habilitada com alvará sanitário.

Os ambulantes que não respeitarem as normas poderão ser punidos com a aplicação de multas, apreensão do equipamento e/ou mercadorias e cassação da autorização para exercício da atividade.

Para reaver os bens e produtos apreendidos, o comerciante deve se dirigir ao Setor de Guarda de Bens Apreendidos (Segub), localizado na Avenida San Martin, 734, sede da Guarda Civil Municipal.

Post Bottom Ad

VivaABahia