À espera de transplante, garotinho ganha ajuda de ala do feminino do Corinthians para conhecer Pedrinho - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Audima

22 de fevereiro de 2019

À espera de transplante, garotinho ganha ajuda de ala do feminino do Corinthians para conhecer Pedrinho

Foto: Acervo Pessoal / Foto: Lance!



Lateral Suellen conheceu Carlinhos, de 12 anos, por amigos, fez questão de visitá-lo no hospital e o ajudou a encontrar seu ídolo enquanto menino aguarda na fila por 'nova vida'


Ana Canhedo


Das inúmeras histórias de amor entre clube e torcida, poucas são mais bonitas do que as envolvendo crianças. Com Carlinhos, de 12 anos, não é diferente: na luta contra uma fibrose cística, doença que atinge os pulmões e o obriga a viver com um oxigênio portátil, o garotinho realizou o sonho de conhecer o ídolo Pedrinho, na Arena Corinthians, enquanto aguarda um transplante de pulmões e extinguir o risco de morte pela doença.

Carlinhos entrou de mãos dadas com o jovem prodígio do Timão e ganhou do ídolo a camisa usada no jogo contra o Avenida, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil. Tudo só foi possível graças a uma ajudinha de uma das jogadoras do time feminino do Corinthians, a lateral-esquerda Suellen. 

- Conheci o Carlinhos por intermediação de dois amigos meus do samba, Henrique e Rubia. Ao invés de gravar um vídeo, que foi o que eles me pediram quando falaram do caso, eu preferi ir visitá-lo no hospital. Soube que ele era louco pelo Corinthians - contou, ao LANCE!, a jogadora do Timão. 

Carlinhos foi internado na Santa Casa de São Paulo em janeiro e, de acordo com a mãe Tabata, chegou a ser desenganado pelos médicos, após novas complicações da doença. A mãe do garotinho trata como milagre a melhora do filho no final no mês passado, quando engordou dois quilos e, assim, pôde sair do hospital e voltar a viver em casa. 

- Como mãe, queria mais do que tudo tê-lo comigo vivo, mas cheguei a pensar que estava sendo egoísta e não queria vê-lo sofrer. Os médicos liberaram as visitas dos familiares e ele estava muito mal. Chegou a ficar desacordado. Pedi com toda a fé e, como em um milagre, ele acordou no dia 23 (de janeiro) e me chamou - conta Tabata, que prepara uma festa para comemorar os 12 anos do garotinho, completados no mês passado.

Com a ajuda de Suellen, Carlinhos pôde conhecer o ídolo Pedrinho e viveu uma noite inesquecível na Arena. Não só entrou com o meia-atacante no gramado de Itaquera, como também recebeu do jogador a camisa 38 do Corinthians. Nas redes, Pedrinho compartilhou o registro com o novo amigo com a legenda: "nunca será só futebol". 

- No hospital, fiz uma promessa a ele: "se você melhorar, vou conseguir fazer você entrar no gramado da Arena com os jogadores, mas você precisa sair do hospital." Perguntei quem era o ídolo e ele falou do Pedrinho. Há umas duas semanas isso. Enfim, ele saiu do hospital e tentei levá-lo no clássico contra o São Paulo, mas não deu. Consegui falar com o pessoal para que ele fosse no jogo da Copa do Brasil. O que eu puder fazer para ele se sentir bem, vou fazer. Não tem preço - completa a lateral Suellen. 

- O Corinthians é a nossa vida aqui em casa, e Carlinhos nosso anjo. Valeu a pena cada gota de chuva que tomamos na quarta-feira, foi o dia mais inesquecível das nossas vidas - comemora Tabata. Carlinhos pode levar uma vida normal, exceto pelo oxigênio portátil e a máscara no rosto. Mesmo assim, costuma se cansar e precisa de pausas no dia a dia.

Transplante é decisivo para melhora 

Quando completou 12 anos, Carlinhos pôde entrar na fila e agora aguarda para ganhar pulmões novos via Sistema Único de Saúde, o SUS. A doença pulmonar do garotinho não tem cura, mas, com novos órgãos, não correrá mais risco de vida com o problema e poderá levar uma vida melhor. Não há prazo para a cirurgia. 

- A doença é cruel, ele entrará na fila para o transplante, que é o que mais desejamos nesse mundo. Vai ser como uma vida nova para ele, pulmões novos, vida nova. Ainda terá a doença, mas não o afetará como agora - completa a mãe, Tabata.

*A fibrose cística é uma doença cuja principal característica é o acúmulo de secreções mais densas e pegajosas nos pulmões. O muco se acumula nas passagens respiratórias dos pulmões, causando infecções pulmonares. A doença é comumente diagnosticada até os dois anos de idade.
-->