Colisão entre trens deixa cinco feridos na Zona Norte do Rio - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

27 de fevereiro de 2019

Colisão entre trens deixa cinco feridos na Zona Norte do Rio

Crédito da foto :: TV Globo Rio / Reprodução



Acidente entre 2 trens deixa linha São Cristóvão inoperante. Agetransp confirmou que o maquinista de um dos trens está preso nas ferragens. De acordo com bombeiros, quatro pessoas tiveram ferimentos leves e foram levadas para o hospital.


Genilson Araújo, Guilherme Peixoto e Raísa Pires / Rio de Janeiro


Quatro pessoas ficaram levemente feridas e o maquinista de um trem da SuperVia está preso nas ferragens um trem após um acidente envolvendo duas composições na estação de São Cristóvão, na Zona Norte do Rio, na manhã desta quarta-feira (27). De acordo com os bombeiros, os feridos foram levadas para o Hospital Souza Aguiar.

A colisão aconteceu entre um trem do ramal de Deodoro, que seguia para a Central, e bateu de frente com outra composição. O acidente aconteceu às 6h55.

Bombeiros e funcionários da Supervia trabalham no local e a área está isolada. O choque foi tão violento que uma das maiores dificuldade encontradas pelos bombeiros no resgate é que a cabine onde acabou se desprendendo do chassi e o maquinista está preso entre as ferragens.

Imagens mostram os passageiros assustados logo após a colisão.
Crédito da foto :: TV Globo Rio / Reprodução

Os trens do ramal Deodoro estão com intervalos irregulares, circulam com atraso e não estão parando na estação Praça da Bandeira, no sentido Deodoro, e na estação São Cristovão, no sentido Central do Brasil. Os passageiros estão sendo informados pelos canais de comunicação da concessionária.

A estação onde aconteceu o choque tem baldeação com a linha 2 do metrô. Quatro ramais da Supervia param em São Cristóvão.

Em nota, a concessionária afirmou que o acidente aconteceu por volta das 6h30 e que uma sindicância foi instaurada para apurar as causas do acidente.



Essa reportagem está em atualização.
Você e mais 133 mil pessoas estão recebendo esta matéria por sistema de Whatsapp. Se não quiser continuar recebendo mande solicitação de retirada do seu nome da listagem.

Biblioteca