Estudo americano aponta que alguns tipos de câncer relacionados à obesidade tiveram sua incidência aumentada entre os adultos jovens - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

12 de fevereiro de 2019

Estudo americano aponta que alguns tipos de câncer relacionados à obesidade tiveram sua incidência aumentada entre os adultos jovens

Dra. Renata Cangussu, oncologista da equipe do NOB / Crédito da foto :: Reprodução



Manter-se no peso adequado, praticar atividade física regularmente e ter uma alimentação equilibrada são hábitos saudáveis que podem prevenir cerca de 30% dos casos de câncer. A doença, segundo estimativa do INCA, deve ter 582 mil novos casos registrados no Brasil só em 2019. 

Usar protetor solar, fazer sexo seguro, não fumar nem usar drogas, consumir bebidas alcoólicas com moderação, utilizar a vacina anti-HPV e a vacina para Hepatite também são algumas recomendações dos especialistas para prevenção primária do câncer.

Apesar da obesidade sempre ter sido associada às doenças do coração, a gordura corporal também influencia na formação de vários tipos de câncer. De acordo com estudo da American Cancer Society, os cânceres relacionados à obesidade estão aumentando entre os jovens adultos nos Estados Unidos e acometendo pessoas cada vez mais jovens. 

O estudo, publicado na revista cientifica The Lancet Public Health, examinou dados sobre 12 cânceres relacionados à obesidade entre 1995 e 2014, assim também como 18 cânceres comuns não associados ao peso. O estudo apontou para um crescimento significativo dos casos de câncer em adultos na faixa etária entre 24 a 49 anos. 

Dos 12 cânceres relacionados à obesidade, seis deles apresentaram aumento considerável da sua incidência entre os adultos mais jovens: colorretal, endométrio, pâncreas, rim, vesícula biliar e mieloma múltiplo, câncer das células plasmáticas da medula óssea. Tumores que, geralmente, acometiam pessoas em idades mais avançadas, a partir dos 60 e 70 anos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a obesidade atingiu proporções epidêmicas no mundo. Mais de 1 bilhão de adultos estão acima do peso e pelo menos 300 milhões deles podem ser considerados clinicamente obesos, de acordo com estimativa da Organização.

Por outro lado, estudos científicos já confirmaram os benefícios da atividade física não apenas na prevenção da doença, mas também na redução dos efeitos colaterais de quem está em tratamento de um câncer, além de evitar a recidiva em 40%.

“Combater o sedentarismo e praticar exercícios com regularidade são essenciais para a prevenção do câncer e para a saúde como um todo”, destaca a oncologista Renata Cangussu, da equipe do NOB / Grupo Oncoclínicas. “Separe uma hora de seu dia para se exercitar, além de prevenir doenças crônicas, os exercícios trazem mais energia, disposição, melhora do humor, melhora da imunidade e regula o sono”, ressalta a médica.

A especialista também lembra da importância da alimentação saudável e da importância da prevenção da obesidade e do sobrepeso, fatores de risco para várias comorbidades, inclusive o câncer. “Nós somos as escolhas alimentares que fazemos todos os dias. Evitar alimentos ultra processados e industrializados, limitar o uso do sal, reduzir a ingesta de álcool e carnes vermelhas são hábitos que podem diminuir o risco do desenvolvimento de tumores. A alimentação deve ser rica em frutas, fibras, verduras e legumes”, orienta. 

“Mudar estilo de vida às vezes não é fácil, exige disciplina e perseverança. Porém, os ganhos na saúde física e mental, assim como a melhora da qualidade de vida são imensuráveis”, ressalta Renata Cangussu. 

Sobre o NOB

O NOB (Núcleo de Oncologia da Bahia) integra o Grupo Oncoclínicas, que reúne 55 unidades de referência no tratamento oncológico no país. Fundado em 1992, o NOB tem sua sede na Avenida Ademar de Barros, 123, no bairro de Ondina, em Salvador, e conta também com unidades em Lauro de Freitas, Hospital Aliança e Hospital da Bahia, tendo como missão o acolhimento e a saúde integral do paciente oncológico. 

Para isso, conta com um corpo clínico formado por diversos especialistas, dentre oncologistas, hematologistas, reumatologistas, algologistas (tratamento da dor), nutricionistas e psicólogos que atuam juntos de forma multidisciplinar, com foco no atendimento humanizado e individualizado para garantir o melhor para o paciente. Sua equipe é altamente qualificada e comprometida com o aprimoramento contínuo.

A instituição conta com a parceria de um centro de referência mundial em tratamento do câncer, o Dana Farber Cancer Institute, afiliado a Escola de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos. Para mais informações, visite http://www.nucleodeoncologia.com.br/

Sobre o Grupo Oncoclínicas

Fundado em 2010, é o maior grupo especializado no tratamento do câncer na América Latina. Possui atuação em oncologia, radioterapia e hematologia em 11 estados brasileiros. Atualmente, conta com 55 unidades entre clínicas e parcerias hospitalares, que oferecem tratamento individualizado, baseado na melhor prática clínica.

Você e mais 133 mil pessoas estão recebendo esta matéria por sistema de Whatsapp. Se não quiser continuar recebendo mande solicitação de retirada do seu nome da listagem.

Biblioteca