Palácio Rio Branco em Salvador pode virar hotel - Observador Independente

Palácio Rio Branco em Salvador pode virar hotel

Compartilhar
Crédito da foto ::Ronaldo Silva/Agecom




A mudança de finalidade no palácio orna com novos empreendimentos na área, como os hotéis Fera Palace e o Fasano. 



Antiga sede do governo da Bahia e um dos prédios mais belos de Salvador, o Palácio Rio Branco pode virar um hotel. A informação foi confirmada pelo site Metro1 de Salvador, com fontes do Governo do Estado. 

Segundo apurou a publicação, a ideia é retirar a Secretaria de Cultura do local e conceder a operação do empreendimento para um grupo empresarial. Atualmente, a administração pública já negocia com empresas, mas as conversas estão na fase inicial. A mudança de finalidade no palácio orna com novos empreendimentos na área, como os hotéis Fera Palace e o Fasano. 

O prédio original foi construído junto com a fundação da Cidade de Salvador, em 1549, a mando do primeiro governador-geral do Brasil, Tomé de Souza, e funcionou como a sede do Governo Geral até 1763. 

De sua primeira construção primitiva de taipa de pilão até hoje, o Palácio recebeu membros da realeza portuguesa, hospedou o Imperador D. Pedro I, a Imperatriz Leopoldina; e depois, D. Pedro II e a Imperatriz D. Teresa Christina em sua visita à Bahia, em 1859. 

Invadido, bombardeado, incendiado, demolido e reconstruído, o Palácio Rio Branco serviu a diferentes propósitos e, hoje, é a sede da Secretaria da Cultura, abrigando, também, o Memorial dos Governadores.

Post Bottom Ad

VivaABahia