POLÊMICA @ Deputado baiano diz que criminalizar homofobia é "vitimização"; Vítima, GGB reage - Observador Independente

POLÊMICA @ Deputado baiano diz que criminalizar homofobia é "vitimização"; Vítima, GGB reage

Compartilhar
Crédito da foto :: Natália Hova / Divulgação 



O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar na próxima quarta-feira (13) uma ação protocolada pelo PPS para criminalizar a homofobia, que é caracterizada pelo preconceito contra o grupo LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais). 

 No entendimento do partido, a minoria deve ser incluída no conceito de “raça social” e os agressores punidos na forma do crime de racismo.

O deputado federal baiano Abílio Santana (PHS), que também é pastor evangélico, discorda da inclusão dos homossexuais como raça. 

Eles sugerem tornar criminosos aqueles que não aceitam a prática homossexual. Ainda querem incluir como discriminação racial. Desde quando homossexual é uma raça? Homossexual são homens e mulheres com prática homossexuais. Não uma raça. [...] Criminalizar a homofobia é uma forma de vitimização,
afirmou.

NA FOTO ESQUERDA: Abílio Santana (PHS)
NA FOTO DIREITA: Marcelo Cerqueira

O presidente do Grupo Gay da Bahia (GGB), principal reduto de "vítimas", Marcelo Cerqueira, reagiu com indignação contra as declarações do parlamentar. "Homossexual não é raça, é orientação sexual. Esse deputado é maluco? Ele deve estar lendo a Bíblia de cabeça para baixo", afirmou

Post Bottom Ad

VivaABahia