Prefeito diz que não há previsão para implantar iluminação de LED em Feira de Santana - Observador Independente

Prefeito diz que não há previsão para implantar iluminação de LED em Feira de Santana

Compartilhar
Foto: Washington Nery/Secom



Segundo Colbert, Feira de Santana tem em torno de 61 mil postes e necessita de uma logística grande e importante para a realização do serviço.



A prefeitura de Feira de Santana abriu uma licitação para substituir toda a iluminação do município por lâmpadas de LED, mas a seleção de empresas foi suspensa judicialmente. Em entrevista ao Acorda Cidade, o prefeito Colbert Martins da Silva Filho disse o que o governo pretende fazer para resolver a questão, mas não deu previsão de quando os serviços serão realizados. 

“Feira de Santana tem em torno de 61 mil postes e não é questão pra fazer em um ano e sim em mais tempo. É uma logística grande e importante. Houve efetivamente uma disputa judicial até o dia 27 de dezembro do ano passado, quando eu cancelei essa licitação. Uma empresa ganhou, outra recorreu e essa questão não andou. Fui informado pelo procurador Cleudson Almeida, na última terça-feira (19), que uma ação judicial teria concluído essa licitação no Tribunal de Justiça. Não fui ainda notificado a respeito desse assunto”, informou.

Colbert disse que no início de janeiro procurou a Caixa Econômica Federal para refazer um contrato, com o objetivo da realização de uma nova licitação, de forma mais ampla e com características de trazer pessoas de outros países para participar. Ele afirmou que caso o município seja notificado pela justiça, terá que rever essa posição.

“A ideia é trocar a iluminação pública de Feira de Santana, que é, se não me engano, de 70 volts, uma iluminação fraquíssima. Queremos uma iluminação mais forte e também mais econômica, já que as lâmpadas de LED gastam menos energia”, afirmou.

O prefeito reconheceu que a cidade de Feira de Santana está escura e disse que já pensou em fazer a troca das lâmpadas da Avenida Presidente Dutra. Porém, segundo ele, o orçamento ficou muito alto, em torno de quase 3 milhões de reais.

“É muito dinheiro, não é somente trocar a lâmpada, tem que trocar todos os componentes de bocal, não é uma simples troca e não é possível fazer uma compra emergencial, pois emergencial requer preços baixos. Então a gente pode fazer a questão do PPP (Parceria Público Privada), que teve dificuldade do ponto de vista judicial, ou vamos fazer uma nova licitação”, informou.

O prefeito Colbert Martins não soube precisar os valores que serão investidos nessa mudança da iluminação.

Post Bottom Ad

VivaABahia