Após denúncia de regalias em presídio de Feira de Santana, SEAP se pronuncia - Observador Independente

Após denúncia de regalias em presídio de Feira de Santana, SEAP se pronuncia

Compartilhar

Após denúncia do Sindicato dos Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb), a respeito de regalias de presidiários do 9º pavilhão do Conjunto Penal de Feira de Santana, a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP-BA) se posicionou sobre o assunto nesta quinta-feira (27/3).

De acordo com o órgão, não existe qualquer tipo de “regalia” para os detentos do pavilhão que fuja ao tratamento dado aos outros do mesmo perfil de cumprimento de pena. Por meio de nota, a Secretaria afirma que o uso de televisores é “criteriosamente controlado”, atende ao Estatuto Penitenciário do Estado da Bahia e é abrangente a todos os detentos do Conjunto Penal.

Sobre o bebedouro encontrado na cela, a Secretaria também diz que não há irregularidade. “Trata-se de uma prática eficaz à humanização da pena, disponibilizada a todos os detentos, e não há alguns, como diz equivocadamente a denúncia”.

Ainda de acordo com o comunicado, os materiais apreendidos após a fuga do último sábado (23/3) constam em relatório. Segundo a Secretaria, foram registradas a apreensão de 5 celulares, facas artesanais e pequenas porções de entorpecentes. Não houve registro de alimentos “in natura” nas celas.


Crédito da Foto: divulgação/Sinspeb


Post Bottom Ad

VivaABahia