Após ser solto, marido de indiciada por envenenamento e morte de mulher e duas filhas é denunciado pelo MP-BA em Maragojipe - Observador Independente

Após ser solto, marido de indiciada por envenenamento e morte de mulher e duas filhas é denunciado pelo MP-BA em Maragojipe

Compartilhar

Caso aconteceu na cidade de Maragogipe, no recôncavo baiano. Vítimas morreram em sequência, num período de 15 dias, após mal-estar com sintomas parecidos.


O marido de Elisângela Almeida de Oliveira, mulher que foi presa pela suspeita de envenenar e matar uma mulher e duas filhas na cidade de Maragogipe, no recôncavo baiano, foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). Ele já havia sido preso pelo crime anteriormente, mas foi liberado.

O MP-BA informou nesta quarta-feira (27), que Valci Boaventura Soares será indiciado porque a promotora de Justiça Neide Reis constatou a existência de fortes indícios de participação dele no crime. Segundo o MP-BA, Valci será citado no processo para apresentar defesa. Ele está em liberdade.

As vítimas morreram entre o final de julho e o início de agosto de 2018, em um intervalo de 15 dias, após apresentarem mal-estar com sintomas parecidos. O único sobrevivente da casa foi o marido de Adriane e pai das crianças, identificado como Jeferson Brandão.

De acordo com a polícia, Adriane Ribeiro Santos, de 23 anos, e as filhas dela Greicy Kelly Santos da Conceição, de 5 anos, e Ruth Santos da Conceição, de 2 anos, foram envenenadas com um inseticida de uso agrícola.

Elisângela e Valci foram detidos em outubro do ano passado, por mandado de prisão temporária. Na época, ele foi preso pela suspeita de coagir testemunhas para que não dessem depoimentos sobre o caso. A mulher foi indiciada pelo crime, mas ele acabou solto por falta de provas.

Na delegacia, Elisângela confessou à polícia que envenenou as vítimas. Em depoimento, ela disse que tinha interesse em Jeferson, marido de Adriane, e, por conta disso, se desentendeu com a vítima e resolveu envenená-la.

A suspeita colocou o veneno em um chocolate, que foi encontrado na casa da família e passou por testes periciais da polícia.

Post Bottom Ad

VivaABahia