CAMAÇARI @ Cresce movimento de adesão a possível candidatura de Gilberto D’Érrico e da professora Angélica Bittencourt. Velhas raposas da politica local estão inquietas com crescimento da dupla - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

15 de março de 2019

CAMAÇARI @ Cresce movimento de adesão a possível candidatura de Gilberto D’Érrico e da professora Angélica Bittencourt. Velhas raposas da politica local estão inquietas com crescimento da dupla

Da esquerda > Pr Jailton de Jesus, João Leão, Angélica Bittencourt e Gilberto D'Érrico - Crédito da foto :: Arquivo OBI


Aline Maria Rodrigues



Já são mais de 30 anos em que Camaçari, na RMS, está travada por conta dos sucessivos governos descomprometidos com a cidade. O município enfrenta descompasso crônico entre o crescimento populacional – neste espaço de tempo saltou de pouco mais de 150 para mais de 300 mil habitantes – e a falta de investimentos por parte dos sucessivos gestores apesar da arrecadação milionária. 

O que se viu nestes anos de desgovernos e descompromissos com uma das mais ricas cidades da Bahia foi o decréscimo das condições básicas de saúde, educação, saneamento básico e segurança pública, o aumento desordenado e incontrolável da violência, da favelização e principalmente da queda de investimentos no maior polo industrial do Norte/Nordeste. 

Por todos os cantos da cidade dá para ouvir o clamor popular por melhorias habitacionais, de infraestrutura, geração de emprego e renda, com filas quilométricas nos postos de trabalho. Nas rodas de conversas em bares, restaurantes, na feira livre o assunto recorrente é a falta de esperança no atual governo e a incapacidade administrativa do atual prefeito. 

Nomes são lembrados, pessoas citadas e algumas começam a se destacar no cenário político municipal. Com possibilidade zero de registrar uma possível candidatura, apesar de continuar afirmando que será candidato pelo PT, o ex-deputado e ex-prefeito Luiz Caetano não emplaca, e na tentativa já descoberta da fraude, tenta fincar uma estaca à moda lulista, insinuando que a atual esposa poderá ser candidata. 

No outro lado, os defensores do atual prefeito Antônio Elinaldo (DEM), sofrem o desgaste de ser governo e pior, governo sem rumo, sem serviços à população, sem crédito, envolvido em escândalos os mais variados. 
Gilberto D'Érrico está sendo o nome mais lembrado nas discussões
políticas em Camaçari como alternativa para por fim à letargia administrativa
em que se encontra o município, com perdas de investimentos,
alto índice de desemprego e violência urbana de toda sorte
No embate acalorado que começa a ser travado em torno de nomes, começa a sobressair algumas figuras um tanto ocultas no cenário político local por conta de atividades extra município, mas que pelos serviços prestados anteriormente ainda são lembrados com ênfase. 

Quem aparece bem cotado também em um possível cenário político para 2020 é o atual homem forte do Vice Governador João Leão, cacique do PP, Gilberto Ferreira D‘ Errico. 

Com um extenso rol de serviços prestados ao município e muito querido pela população, D’Érrico é natural de Camaçari, ingressou na APM (Academia de Policia Militar) curso de formação de oficiais em 1975. 

Aspirante da turma de 1977, foi designado para servir na 6º Cia PM – Camaçari em 1978, permanecendo até o posto de capitão em 1992 ,quando se elegeu vice-prefeito de Camaçari. Em 1981, começou suas atividades, como professor de educação física no Colégio Polivalente em 1983, também passou a lecionar Geografia no Colégio Ruy Bacelar e Helena Celestina de Magalhaes.

Em 1997, nomeado Secretario de Esporte, Laser e Cultura (Sedel), revolucionou o esporte amador, colocando Camaçari no cenário nacional, com a participação do Camaçari Futebol Clube, na copa do Brasil . 

Com passagem pela RETRAM/Camaçari, DECLA (Pojuca), PMS-SEPLAG e Câmara Federal, atualmente assessora o Vice Governador Da Bahia. 

A professora Angélica Bittencourt tem sido outro nome
constantemente lembrado para 2020. Já testada nas urnas,
com a garra típica da mulher baiana ela é forte concorrente
e uma das poucas mulheres com condições reais de encabeçar
a disputa pela prefeitura de Camaçari. 
 
A professora Angélica Bittencourt, que recentemente estreou na politica baiana com a candidatura a deputada estadual pelo PP-Partido Progressista, desponta como possível nome forte do PP baiano para 2020. Ela tem 49 anos, é natural de São Sebastião do Passé, casada, nível superior – ela é Professora - e é de uma garra típica da mulher baiana.

Bons nomes não estão faltando, e pelo andar da carruagem, com um eleitorado muito mais exigente e sagaz, o atual prefeito que se cuide, já que não consegue sequer cuidar da cidade e dos seus secretários e assessores constantemente envolvidos em escândalos os mais diversos. 

As eleições de 2020 podem trazer grandes surpresas nas urnas, a começar pelo fato que a aposta é de renovação de 95% na Câmara de Vereadores, abrindo espaço para jovens militantes da política moderna, varrendo políticos profissionais e velhas raposas acostumadas com a velha política, para o lixo da história. 

Uma enquete conduzida por este portal ouviu por telefone 30 pessoas, cidadãos conhecidos em Camaçari. Destes, 21 retornaram comentários favoráveis a uma possível candidatura do Capitão da reserva da PM, Gilberto D'Érrico como alternativa para tirar o município do estágio de letargia administrativa em que se encontra.  

Você e mais 133 mil pessoas estão recebendo esta matéria por sistema de Whatsapp. Se não quiser continuar recebendo mande solicitação de retirada do seu nome da listagem.

Biblioteca