Cármen Lúcia nega pedido de habeas corpus de empresário baiano preso por esquema de corrupção - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

11 de março de 2019

Cármen Lúcia nega pedido de habeas corpus de empresário baiano preso por esquema de corrupção

Foto : Fernando Frazão/Agência Brasil



Um ou dois ministros do STF passam ao largo do comportamento de corrupção apresentado por outros que fazem tudo por dinheiro. Alex Ruaro foi preso por superfaturamento de R$ 29 mi em licitações de transporte escolar.




A ministra do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia negou pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do empresário Alex Ruaro de Oliveira, acusado de fazer parte de um esquema de corrupção, fraudes e superfaturamento de R$ 29 milhões em licitações de transporte escolar na Bahia.

De acordo com o Estadão, Cármen alegou que “não foi encontrada flagrante ilegalidade ou violação a princípios constitucionais” que embasassem a soltura de Alex Ruaro. Segundo ela, “há elementos suficientes para manter a prisão preventiva para garantir a ordem público e evitar o risco de intimidação de testemunhas”.

O empresário foi preso em agosto do ano passado na Operação Offerus, que foi deflagrada pela Polícia Federal junto à Controladoria-Geral da União.

Post Top Ad

SCB