Dupla levanta bandeira da sustentabilidade no Carnaval de Salvador - Observador Independente

Dupla levanta bandeira da sustentabilidade no Carnaval de Salvador

Compartilhar
Foto : Marcos Costa / Secom PMSalvador



A dupla se apresenta no trio independente com apoio da Prefeitura.



Dentre as atrações que desfilam no Campo Grande no segundo dia de Carnaval estão os músicos Juan e Ravena, que se destacam pela trajetória autoral e preocupação com o meio ambiente. A dupla, que se apresenta no trio independente com apoio da Prefeitura, promete animar a pipoca do Circuito Osmar (Centro) com repertório de canções próprias e sucessos da música baiana. “Tudo com uma identidade nossa em arranjos que vão do surf music ao eletrônico, pagode e reggae”, conta Ravena.

Com um olhar voltado para a responsabilidade social, outra novidade nesse Carnaval fica por conta da participação no trio da Cia de Dança da Boca do Rio. Com 20 anos de história, o grupo é reconhecido por coreografias temáticas e trabalho com jovens da comunidade do bairro.

“Trazemos também para a avenida uma mensagem de reflexão sobre os três pilares do desenvolvimento: econômico, social e ambiental”, comenta Juan. Ele relembra o projeto Música e Arte Estudantil, criado pelos irmãos em 2005 e que discute diversos temas polêmicos com os estudantes de Salvador, como bullying, gravidez na adolescência, drogas, primeiro emprego, dentre outros. A iniciativa rendeu o prêmio de Embaixadores da Paz na Áustria. 

Pranchão Solar – Estreante no Furdunço em 2018 e no Carnaval de Salvador do mesmo ano, o pranchão solar utilizado pelos irmãos tem conceito sustentável, com energia solar e se destaca pela originalidade e consciência ambiental. Equipado com quatro painéis fotovoltaicos de 300W, em parceria com a empresa Gauss Energia, o veículo tem estrutura feita com reaproveitamento de aço, ferro, alumínio e madeira, além de iluminação feita por lâmpadas de LED.

A dupla, a bordo do pranchão puxado por um jipe antigo e decorado com materiais recicláveis, sairá no circuito Dodô ainda nesse Carnaval. “Temos uma preocupação com o meio ambiente, descarte de resíduos sólidos, e o pranchão foi uma forma de fazermos um Carnaval mais econômico e sustentável”, comenta Juan, que também é estudante de Arquitetura.

Carreira promissora – Os irmãos Juan e Ravena já têm 16 anos de estrada de uma carreira versátil e repertório eclético e autoral. Já são sete CDs lançados, 70 composições gravadas e mais de 300 apresentações em palcos e trios elétricos. Já se apresentaram no Carnaval, micaretas e festas populares pelo interior da Bahia, além de estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás; e também em apresentações internacionais como Paris e Viena.

Post Bottom Ad

Apostilas Opção