Ex-vereador de Cansanção é preso com 16 pessoas por associação ao tráfico - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

27 de março de 2019

Ex-vereador de Cansanção é preso com 16 pessoas por associação ao tráfico

O ex-vereador do município de Cansanção, Ronivaldo de Almeida, conhecido como “Roni” e “Zé Galego” foi preso com mais dezesseis pessoas nesta terça-feira (26/3) por envolvimento com tráfico de drogas. Os suspeitos foram encontrados durante uma operação da polícia nos municípios de Itiúba, Filadélfia, Cansanção e Ponto Novo.

Os suspeitos foram capturados pela polícia durante a operação “Fachada”. Segundo a Polícia Civil, traficantes foram monitorados durante a operação, que teve o objetivo de desarticular grupos de associação ao tráfico. A operação foi feita pela 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Senhor do Bonfim) e a Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Segundo o delegado do caso, Felipe Neto, os suspeitos também têm envolvimento direto e indireto com roubos, furtos e homicídios. “Muitos crimes decorrentes da disputa do tráfico aconteceram desde o início das investigações, inclusive uma tentativa de assassinato contra “Andrezão”, na frente da própria ‘boca de fumo’, em janeiro de 2017”.

Catorze mandados de busca e apreensão foram cumpridos durante a operação contra o ex-vereador Ronivaldo de Almeida (“Roni” ou “Zé Galego”) e mais treze pessoas, identificadas como Deoclecio Sebastião da Silva Filho (“Fio”); André Luiz dos Santos Cerqueira (“Andrezão”); Analdino da Silva Souza (“Lola”); Sindoval Muniz Maia Filho (“Sucam”); Anadiçou Vicente da Silva (“400” ou “Nem”); Rafael Gama dos Santos (“Rafinha”); Lucas Santos Xavier (“Nego da Taca”); Oziel Rodrigues Reis; Adailton Silva Araújo; José Bruno Fernandes de Oliveira (“Cheiro”); Alessandra Fernandes (“Leo”); Paula Bianca Fernandes de Oliveira (“Bia”) e Vinícius Castro Porcino (“Magrão”).

Em flagrante, foram presos dois homens e uma mulher, identificados como Aliomar Nunes de Souza, Reginaldo Antônio dos Santos Junior e Sandra Dantas Alves dos Santos, portando duas armas de fogo artesanais, drogas e oito munições.



Crédito da Foto: divulgação/SSP



Post Top Ad

SCB