Mulher é agredida e abandonada em estrada pelo marido no ES - Observador Independente

Mulher é agredida e abandonada em estrada pelo marido no ES

Compartilhar
Crédito da foto :: Reprodução


Correio24Horas



Espancamento pode ter ocorrido porque vítima não queria parar para tirar foto.


Uma mulher de 36 anos está internada depois de ser espancada e abandonada em uma estrada em Dores do Rio Preto, no Espírito Santo. O crime aconteceu na madrugada da segunda-feira (4) e segundo a polícia o principal suspeito de atacar Jane Cherobin é o companheiro dela, Jonas Amaral, que teve prisão decretada e está foragido.
Contém imagens fortes

O rosto de Jane ficou muito machucado, mas ela está fora de perigo e segue no Hospital de Carangola, em Minas Gerais. A vítima foi encontrada pelos dois irmãos. O representante comercial Salvador Cherobin relembra a cena. "Ela estava seminua e muito machucada, dos pés à cabeça".

Jane e Jonas moram em Espera Feliz (MG), mas estavam em Dores do Rio Preto por conta de um trabalho temporário em um bar durante o Carnaval. Depois de um dia de trabalho na segunda, eles saíram juntos de carro, diz o delegado Ricarte Teixeira, que investiga o caso.

Crédito da foto :: Reprodução

Foi logo depois que Jonas espancou Jane e a largou na beira da estrada - o carro também ficou para trás. Depois, ele ainda mandou uma mensagem para um dos irmãos da vítima. "O irmão contou, em depoimento, que o Jonas mandou uma mensagem para ele falando que Jane não soube valorizá-lo, que tinha feito o que fez porque havia sido traído", diz o delegado. Depois disso, os irmãos saíram em busca de Jane.

O outro irmão de Jane e a mulher também trabalhavam no mesmo bar e notaram algo estranho. 

A Jane e o Jonas pegaram outra estrada, no sentido Parque do Caparaó, e a minha cunhada percebeu. Os dois acharam estranho, mas continuaram seguindo para casa e tentando ligar nos celulares dos dois, mas ninguém atendia. De Pedra Menina a Espera Feliz não é longe, são vinte e poucos quilômetros, 
contou.

Socorro

Depois de encontrar Jane, ela foi levada primeiro para o hospital de Espera Feliz, cidade mais próxima. De lá, foi transferida para a Casa de Caridade de Carangola, após os primeiros socorros. Ela chegou desacordada, mas respira sem aparelhos. Tem dificuldades para falar e abrir os olhos, mas é considerada fora de perigo pela equipe médica.

Mesmo falando pouco, Jane confirmou que foi atacada pelo companheiro, com quem estava há um ano e meio. O irmão contou que Jane nunca tinha relatado nenhuma violência dele. Ele é descrito como alguém tranquilo, mas que tinha muitos ciúmes.

A gente não sabe direito o que aconteceu. Me chegou uma informação de que ele queria tirar uma foto com ela, depois que saíram do trabalho, e ela disse que estava muito cansada e queria ir para casa, que tirariam a foto em outro momento. Daí ele arrancou com o carro e fez o que fez, 
diz.

Depois do crime, o agressor ainda enviou uma mensagem de áudio para a sogra. Aparentando nervosismo, ele tenta explicar o que fez. "Eu tava lá no bar trabalhando, pedi para ela ir no bar perto de mim e ela não quis, pra fazer desfeita da minha pessoa, dona Maria. Ela tá aqui agora fingindo que é não sei o quê, tá desmaiada no asfalto aí. Eu cansei, dona Maria. Eu fiz de tudo pra vocês, cansei dessa vida hipócrita minha. Cansei mesmo, de coração", disse no áudio.

Jonas deve responder por tentativa de feminicídio. Ele pode pegar até 20 anos de prisão.

Buscas estão sendo feitas por Jonas Amaral no Espírito Santo e também em Minas Gerais. Quem tiver alguma informação sobre o suspeito, pode entrar em contato com a polícia através do Disque Denúncia 181 ou pelo 190, com sigilo e anonimato garantidos.

Post Bottom Ad

VivaABahia