Policial acusado de matar a namorada com tiro na cabeça em Teresina é expulso da PM do Piauí - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

10 de março de 2019

Policial acusado de matar a namorada com tiro na cabeça em Teresina é expulso da PM do Piauí

Capitão da PM é acusado de matar a estudante Camilla Abreu — Foto: Reprodução / Facebook



Decreto de expulsão foi assinado após à decisão unânime do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), em fevereiro deste ano, pela perda do posto e patente de Allisson Wattson da Silva Nascimento.



que o a expulsão foi dada devido à decisão unânime do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) pela perda do posto e patente do acusado. Allisson Wattson foi considerado indigno para continuar no quatro de oficiais da PM-PI.

Allisson Wattson da Silva Nascimento perdeu a patente de capitão da Polícia Militar do Piauí (PM-PI). O decreto de expulsão dele, que é acusado de matar a namorada com um tiro na cabeça, foi assinado na noite de sexta-feira (8) pela governadora em exercício Regina Sousa.

A assessoria do Governo do Estado informou ao G1 que o a expulsão foi dada devido à decisão unanime do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) pela perda do posto e patente do acusado. Allisson Wattson foi considerado indigno para continuar no quatro de oficiais da PM-PI.

O agora ex-capitão da PM recebia até então o salário de oficial, de aproximadamente R$ 10 mil, mesmo estando preso há cerca de um ano e quatro meses pelo homicídio da estudante Camilla Abreu, 21 anos.

Além da morte, Allisson Wattson também é acusado de ocultar o corpo da vítima após o crime, que aconteceu em outubro de 2017, e fraude processual, por ele ter, segundo o inquérito policial, modificado o local do crime e objetos relacionados à morte, com a finalidade de induzir a investigação ao erro.

O crime
Corpo de estudante foi encontrado em matagal — Foto: Lucas Marreiros


Camilla desapareceu na madrugada do dia 26 de outubro após ter encontrado o namorado. O corpo da jovem foi encontrado em um matagal localizado no povoado Mucuim, na BR-343, no dia 31 de outubro.

O laudo do exame cadavérico da estudante apontou que Camila foi agredida e morta com um disparo de arma de fogo na cabeça.

Post Top Ad

SCB