Sem outra saída, já que a Bahia a descartou, Tia Eron diz que "descobriu a pólvora" e não será candidata à prefeitura de Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

11 de março de 2019

Sem outra saída, já que a Bahia a descartou, Tia Eron diz que "descobriu a pólvora" e não será candidata à prefeitura de Salvador

A ex-deputada federal pela Bahia, sempre esteve aop lado do atual prisioneiro Eduardo Cunha e jogava o jogo do então todo poderoso presidente da Câmara dos Deputados, até que percebeu que seria presa junto com ele e se afastou


Noedson Ney


Tia Eron é conhecida por sua forte amizade com o prisioneiro Eduardo Cunha e outras lideranças do PT. Na Bahia foi descartada pela própria IURD quando, demagógica e arrogante ao extremo foi rechaçada nas urnas.


Ex-deputada federal e secretária nacional de Políticas para as Mulheres no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, Tia Eron (PRB) nega que as eleições de 2020 em Salvador estejam em seu radar.

A republicana não conseguiu se reeleger para a Câmara dos Deputados no mês de outubro e foi nomeada recentemente para integrar o governo Jair Bolsonaro.

Como sempre digo, vou repetir: não há essa pretensão. Sobretudo quando a gente perde o pleito. Penso que, quando não se tem a pretensão, precisa manter a missão, 

disse a secretária em entrevista ao jornal Tribuna da Bahia.
Tia Eron ( de blusa vermelha) sempre foi uma das deputadas mais fortemente ligadas ao ex-deputado Eduardo Cunha, atualmente prisioneiro da Justiça

Post Top Ad

SCB