Feira de Santana está na disputa por montadora de veículos militares que será instalada na Bahia - Observador Independente

Feira de Santana está na disputa por montadora de veículos militares que será instalada na Bahia

Compartilhar
A previsão é que a fábrica gere 50 empregos diretos e 200 indiretos na fase inicial, com uma produção de 60 veículos por mês.


***


A montadora de veículos militares VSK Tatical será instalada na Bahia em até 10 meses com investimento de R$ 200 milhões e Feira de Santana está na disputa receber a fábrica. Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, é o outro município que também está sendo analisado para a implantação.

Em entrevista ao site Acorda Cidade, de Feira de Santana, o prefeito Colbert Martins afirmou que tem se empenhado ao máximo, para que Feira seja a escolhida. A previsão é que a fábrica gere 50 empregos diretos e 200 indiretos na fase inicial, com uma produção de 60 veículos por mês.

No último final de semana tomamos conhecimento dessa ação que vem desde ano passado com o governo da Bahia e nós vimos inclusive que eles procuraram a Casa Civil do governo do estado e houve uma sugestão para Camaçari e, logo em seguida, por própria iniciativa própria eles encontraram condições bem propícias em Feira de Santana”, relatou Colbert..

A partir dessa informação, o prefeito disse que se reuniu com secretários e já solicitou uma audiência no Ministério da Defesa, em Brasília, para possibilitar acesso aos empresários da fábrica e mostrar que Feira de Santana está disposta a oferecer o que for preciso para receber a fábrica.

Colbert disse ao Acorda Cidade que pediu ajuda também do governador de São Paulo João Dória, que participa de um evento com empresários e pode ter acesso aos da VSK. “Vou pedir também a Associação Comercial, diretores lojistas... O que queremos oferecer é a alternativa de Feira de Santana ser a opção desses empresários. Estamos lutando muito e vale a pena lutar, para atrairmos essa fabricante que já está certo que vem para a Bahia”, frisou.

Mais sobre a fábrica

Segundo informações do Correio, o modelo J8, disponível em seis configurações diferentes, será montado sobre módulos importados do Jeep Renegade. "É uma parceria bilateral, uma relação governamental. A marca Jeep militar pertence ao governo dos Estados Unidos, aí nós trazemos para cá e montamos um veículo homologado pelo Exército", explicou ao site Marcellus Ferreira Pinto, presidente executivo da VSK Tatical no Brasil.

O projeto é liderado pela empresa americana Von Suckow Tatical (VST), que tem a VSK Tatical como uma subsidiária da marca. O projeto, homologado pelo Centro de Avaliações do Exército (CAEx), teve anúncio realizado nesta terça-feira (2), durante a Feira Internacional de Defesa, LAAD Defence & Security 2019, no Rio de Janeiro.

A ideia é produzir veículos para as Forças Armadas, polícias civis, militares e também órgãos de fiscalização, como Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e guardas civis. Atualmente, os carros são importados para o Brasil e entregues em 20 ou 30 dias. A ideia é aumentar a margem de lucro da empresa com a produção nacional.


Foto: Twitter/Reprodução
As informações são do Acorda Cidade / Orisa Gomes


Post Bottom Ad

VivaABahia