Para driblar concorrência do “Uber”, taxistas e prefeitura lançam aplicativo com 20% de desconto em corridas em Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

22 de abril de 2019

Para driblar concorrência do “Uber”, taxistas e prefeitura lançam aplicativo com 20% de desconto em corridas em Salvador


Guilherme Reis/BNews


Diante da concorrência imposta por serviços como o "Uber" e o "99 Pop", a “União Táxi” e a “Associação Geral dos Taxistas” se uniram para projetar um aplicativo que tentará trazer de volta os clientes perdidos. Com 20% de desconto em qualquer horário e ausência de bandeira 2, o “Táxi Mobi” foi lançado na manhã desta segunda-feira (22) na sede da prefeitura, que também terá acesso à plataforma e poderá remanejar automóveis para áreas menos desguarnecidas. 

De acordo com o diretor do Sindicato dos Taxistas de Salvador (Sinditaxi), Marcelo Rosas, a expectativa da categoria é que o serviço retome a competitividade. “Não vai existir bandeira 2, e isso vai atrair os passageiros de volta. O passageiro está voltando, até mesmo por uma questão de segurança. As pessoas confiam muito no táxi. Essa é a nossa grande vantagem, e agora com um preço mais baixo”,

disse. Segundo ele, o aplicativo já tem 2 mil motoristas cadastrados, e a meta é conquistar a adesão de todos os 7,5 mil táxis que operam na capital baiana. 

Simulação feita pelo site BNews de Salvador, com o “Táxi Mobi” e o “Uber”, para um mesmo percurso de 5,2 km, mostrou que o valor cobrado no primeiro foi de R$ 13,89, e no segundo, R$ 11,42. O taxistas garantem que não haverá tarifa dinâmica, que é quando os aplicativos aumentam o preço de acordo com a demanda por corridas e a oferta de carros nas ruas. 

Por outro lado, segundo o secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, o usuário do “Táxi Mobi” contará com as mesmas funcionalidades encontradas no “Uber” e similares, como a possibilidade de acompanhar o deslocamento do veículo em tempo real e conversar com o motorista.

O prefeito ACM Neto (DEM) destacou o controle da prefeitura como outra vantagem da plataforma. Ele também comentou o projeto que regulamenta os aplicativos que tramita na Câmara Municipal. A versão aprovada na Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJ) foi considerada favorável ao “Uber”. “O projeto que for aprovado precisa considerar os diversos meios de transporte em nossa capital. Sabemos o quanto os taxistas vêm sofrendo nos últimos anos”, disse.

Crédito da foto :: Vagner Souza/BNews / Reprodução

Post Top Ad

SCB