Presa em regime domiciliar é detida na micareta de Feira de Santana ao ser flagrada por câmera de reconhecimento facial - Observador Independente

Presa em regime domiciliar é detida na micareta de Feira de Santana ao ser flagrada por câmera de reconhecimento facial

Compartilhar

Situação aconteceu na quinta-feira (25), no primeiro dia da festa. Ela foi identificada ao passar por um dos sete portais de abordagem que foram instalados no local do evento.

***

Uma mulher em regime de prisão domiciliar foi detida na micareta de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, no Circuito Maneca Ferreira, que fica na Avenida Presidente Dutra, na quinta-feira (25). Ela foi levada para a Central de Flagrantes da cidade por policiais militares.

A mulher foi identificada pelo sistema de reconhecimento facial usado pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), durante a passagem por um dos sete portais de abordagem que foram instalados no local da festa.

O portal G1 entrou em contato com SSP para saber mais detalhes do caso, como o motivo da prisão domiciliar e quais medidas serão tomadas, mas a secretaria disse que só vai divulgar informações sobre o caso em um balanço no final do evento, no domingo (28).

O sistema de reconhecimento é o mesmo que ajudou a localizar e prender um jovem de 19 anos, que era procurado por homicídio, enquanto curtia o carnaval de Salvador, vestido de mulher. O caso aconteceu no dia 5 de março, terça-feira e último dia da folia na capital baiana.

Marcos Vinicius de Jesus Neri era procurado pela polícia por ter matado um homem, após se irritar com o fato de a vítima ter passado perto dele, de moto, em alta velocidade. O crime ocorreu no ano de 2017.

Redução de crimes

Na quinta-feira (25), primeiro dia da micareta de Feira de Santana deste ano, a SSP registrou queda de 50% dos casos de roubos e furtos no circuito Maneca Ferreira. De acordo com o balanço da SSP, foram registrados 15 casos, contra 30 ocorrências do primeiro dia da festa em 2018.

Foram conduzidas para a delegacia 102 pessoas, sendo que 12 ficaram detidas por terem mandado de prisão em aberto, descumprimento de prisão domiciliar e prática de ações ilícitas.

Nenhum crime grave contra a vida, como homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte, foi registrado. Ainda segundo o balanço, houve um caso de lesão leve e outro de violência física.

Ainda no primeiro dia da festa, a polícia apreendeu 29 porções de cocaína, oito frascos de lança-perfume e seis cigarros de maconha.

 Foto: Secom/Divulgação

Post Bottom Ad

VivaABahia