Após metamorfose, Palmeiras volta a se encontrar com o seu último algoz - Observador Independente

Após metamorfose, Palmeiras volta a se encontrar com o seu último algoz

Compartilhar

A última derrota sofrida pelo Verdão na temporada foi justamente para o San Lorenzo, adversário desta noite, no Allianz Parque, pela Copa Libertadores.

***

Depois de 36 dias, o Palmeiras reencontra, na noite desta quarta-feira, no Allianz Parque, o último time que o derrotou nesta temporada: o San Lorenzo. Depois do revés por 1 a 0, na Argentina, no dia 2 de abril, o time de Luiz Felipe Scolari promoveu uma espécie de reviravolta intrínseca no elenco e hoje se configura em um panorama bem diferente, com direito a boas apresentações, recorde e série invicta.

Tudo isso se iniciou após a primeira derrota na Copa Libertadores, seguida por uma eliminação nos pênaltis para o São Paulo, no Paulistão. A partir daí, o Verdão iniciou a recuperação e a arrancada no torneio com a vitória sobre o Junior Barranquilla (3 a 0) e a goleada aplicada sobre o Melgar, por 4 a 0, no Monumental da Unsa.

Outro aspecto fundamental para essa mudança de mentalidade e postura do Palmeiras foi o período de 15 dias sem jogos, quando Felipão teve tempo para trabalhar, corrigir as deficiências e aplicar as ideias que tinha em mente, sobretudo, com o rodízio de atletas.

Na sequência, houve a estreia do Brasileirão, onde equipe voltou a exibir boa performance e goleou o Fortaleza, por 4 a 0, em casa. Nem mesmo a lesão do atacante Ricardo Goulart neste jogo atrapalhou. O Verdão seguiu crescendo com atuações convincentes e destaques individuais como Gustavo Scarpa, Zé Rafael, Felipe Melo e sua dupla de zaga - composta por Luan e Gustavo Gómez.

— Esse é um jogo muito importante para nós. Na Argentina, foi um jogo muito equilibrado. Nós sofremos um gol que nos ajudou a crescer nesses 15 dias de treinos. Vimos que tínhamos de melhorar isso, fazer mais rápida a cobertura e troca de marcação. Hoje, o Palmeiras está muito bem nesse sentido — explicou o defensor paraguaio Gómez.

— Acho que sempre quando um perde, trata de olhar os erros, trata de melhorar. Como falei, em 15 dias, tivemos problemas no Paulistão. Foram 15 dias para melhorarmos em todos os sentidos. Igual ao ano passado, acho que tomamos um gol de escanteio e, por isso, falei que temos de entrar ligado em todos os jogos, porque eles são muito importantes — completou.

Agora, o Palmeiras espera por uma classificação em grande estilo, diante da sua torcida. É para certificar a boa fase.

Foto: Divulgação/Palmeiras / Foto: Lance!

Post Bottom Ad

Apostilas Opção