Faculdade é acionada por oferecer falsos cursos de pós-graduação em Salvador - Observador Independente

Faculdade é acionada por oferecer falsos cursos de pós-graduação em Salvador

Compartilhar

Promotora pede interrupção da oferta e formalização dos cursos, além da devolução dos valores quitados.

***

A Faculdade Paulo Neto, do Mato Grosso do Sul, e o grupo Claretin Internacional são acusados pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) de enganar e prejudicar estudantes que se matricularam em cursos de pós-graduação semipresenciais em Salvador. A ação foi movida pela pela promotora Joseane Suzart.

De acordo com a ação civil, as instituições não cumpriram o contrato firmado com os alunos. Isso porque as atividades sequer foram iniciadas. Além disso, a promotora afirmou que houve prática de oferta enganosa e que o contrato é abusivo.

Segundo informação disponibilizadas pela coordenadoria de Legislação e Normas de Regulação e Supervisão da Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), as empresas não estão cadastradas e credenciadas no sistema, logo não são reconhecidas como Instituições de Ensino Superior (IES).

Na ação, Joseane Suzart pediu, por meio de liminar, a interrupção da oferta e formalização dos cursos até que a instituição seja credenciados no MEC, além da devolução dos valores quitados pelos estudantes.

Foto: divulgação/MP-BA

Post Bottom Ad

VivaABahia