Índice de infestação do Aedes Aegypti aumenta em Salvador - Observador Independente

Índice de infestação do Aedes Aegypti aumenta em Salvador

Compartilhar

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, de cada 100 imóveis visitados pelos agentes, cerca de 3 apresentaram focos do mosquito.

***

Um levantamento divulgado ontem (7) pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontou que o índice de infestação predial do Aedes Aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya, aumentou de 1,9% para 2,7% entre janeiro e maio.

Segundo o Levantamento de Índice Rápido para Aedes Aegypti (LIRAa), de cada 100 imóveis visitados pelos agentes, cerca de 3 apresentaram focos do mosquito.

O estudo ainda registra aumento no número de áreas de risco, de 16 para 41 bairros. O maior índice de infestação foi no bairro de Fazenda Coutos, com 7,4% do total de imóveis. Já o menor indicador foi registrado na Engomadeira, com 0,4%, o que significa que a região tem baixo risco de epidemia da doença.

Foto : Marcos Santos/Jornal da USP

Post Bottom Ad

Apostilas Opção