Vereador de Jequié vai a júri popular por morte de adolescente - Observador Independente

Vereador de Jequié vai a júri popular por morte de adolescente

Compartilhar

Gilvan Souza Santana é acusado de homicídio qualificado e fraude processual.

Acusado de homicídio qualificado e fraude processual, o vereador Gilvan Souza Santana (PPS), da cidade de Jequié, no sudoeste baiano, será levado a júri popular por determinação do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

De acordo com o Correio, ele é suspeito da morte do adolescente Bismarques Ribeiro Oliveira, de 17 anos, no dia 6 de maio de 2008, no bairro Km 3. 

O júri estava marcado para o dia 13 de agosto, mas o juiz Valnei Mota Alves de Souza determinou a alteração da data por “se tratar de processo prioritário”, segundo despacho publicado no Diário da Justiça de ontem (20).

Policial militar licenciado, o réu é mais conhecido na cidade como “Soldado Gilvan”.

O clima no bairro km 3, onde o adolescente morreu, está tenso, de acordo com relatos de testemunhas do caso, que disseram estar sofrendo ameaças por meio de ligações anônimas.

Por isso, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) pediu que o júri seja realizado em Porto Seguro, extremo sul do estado, mas ainda não houve resposta sobre o pedido. 

Segundo a polícia, o soldado teria agido em legítima defesa ao atirar contra o adolescente, mas o MP-BA afirma que uma arma foi plantada por Gilvan, o que caracteriza fraude processual. 

Procurado para comentar o caso, o vereador não atendeu às chamadas.

Foto : Câmara de Vereadores de Jequié

Post Bottom Ad

Apostilas Opção