Ao menos 18 idosos são vítimas de maus-tratos por mês, em Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

16 de junho de 2019

Ao menos 18 idosos são vítimas de maus-tratos por mês, em Salvador

Muitas vezes, os conflitos acontecem dentro da própria família do idoso e é provocado por parentes que disputam o patrimônio financeiro recebido por ele.

A Delegacia Especial de Atendimento ao Idoso (Deati), registra, em média, ao menos 18 casos de mal tratos a idosos por mês, de acordo com levantamento divulgado pelo Correio hoje (16).

Ontem (15) foi o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.

A estatística serve de alerta, após os dados já divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em maio deste ano. De acordo com o órgão, a população idosa cresceu quase 10% em um ano, na Bahia, chegando a 2,1 milhões em 2018.

Os maus-tratos físicos, psicológicos ou referentes à apropriação indevida de recurso correspondem a 82% dos procedimentos instaurados na Promotoria de Justiça de Cidadania, que integra o Grupo de Atuação Especial de Defesa dos Direitos dos Idosos e das Pessoas em Deficiência (Geidef), no Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Maltratar não é apenas bater. É o castigo físico, a ofensa moral e a privação de recursos básicos à sobrevivência do idoso, 
justifica a promotora de justiça Adelina Bastos Carvalho.

De acordo com a integrante do MP-BA, muitas vezes, os conflitos acontecem dentro da própria família do idoso e é provocado por parentes que disputam o patrimônio financeiro recebido por ele, a exempli de aposentadoria ou seguro de vida, que por sua vez deveriam ser dedicados ao seu bem-estar.

Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Você e mais 133 mil pessoas estão recebendo esta matéria por sistema de Whatsapp. Se não quiser continuar recebendo mande solicitação de retirada do seu nome da listagem.

Biblioteca