Cultura de Camaçari perde imóvel histórico no centro da cidade - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

15 de junho de 2019

Cultura de Camaçari perde imóvel histórico no centro da cidade


O prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo, assinou no ultimo dia 27 de maio a ordem de serviço para as obras de edificação do Museu da Cidade, que será erguido no prédio onde, nos últimos anos, funcionou o Arquivo Público Municipal e já foi sede da primeira prefeitura da cidade. 

Neste domingo (9), a prefeitura informou através das redes sociais que as obras para revitalização e requalificação do Centro Histórico de Camaçari já foram iniciadas. O projeto inclui ainda a recuperação de três imóveis antigos: o cineteatro, a estação ferroviária e o camelódromo. 

Prometida inicialmente para começar pela antiga estação de trens, após as dificuldades para fechar um acordo com a Ferrovia Centro Atlântico (FCA), dona da estação, a solução foi mudar o cronograma e atacar o velho prédio onde funcionaram as sedes municipais dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Segundo informações colhidas pelo Camaçari 24 horas, o estudo inicial, feito ainda na gestão Ademar Delgado (2013/2016), foram recomendadas a manutenção das características arquitetônicas dos imóveis e a não realização de mudanças que alterassem a estrutura do casarão, sede da secretaria de cultura até 2016, da estação de trens, e do antigo cinema.

E o que foi visto neste domingo (9), foi à demolição total de um prédio histórico da cidade, um dos poucos prédios que ainda conservava a historia do município que havia sido reconstruído na gestão do prefeito Luiz Pereira Costa (1967-1971. A empresa SAAD Serviços de Engenharia foi a responsável pela demolição do imóvel localizado na Av. Eixo Urbano Central, em frente a antiga Estação Ferroviária. 

Alguns moradores de Camaçari questionaram sobre o assunto, visto que o entendemos sobre revitalização de um centro histórico, é um trabalho que realiza intervenções na obra, objetivando devolvê-la o mais próximo possível às condições e aspecto originais. É responsabilidade do restaurador conservar e manter a integridade da obra restaurada, bem como de todo o seu valor histórico e cultural. 

Moradores da cidade lamentaram o ocorrido, muitos alegando que acabaram com a história da cidade derrubando um patrimônio histórico. 

O presidente do Conselho Municipal de Cultura, Tatá Ricardo Tavares, afirmou que não teve acesso ao projeto de requalificação do Centro Antigo de Camaçari, informou ainda que nesta segunda-feira (10), haverá uma reunião extraordinária com o Conselho de Cultura e após o encontro será divulgada nota oficial á impressa sobre o ocorrido.

Crédito das fotos e vídeo :: Camaçari 24 horas
Você e mais 133 mil pessoas estão recebendo esta matéria por sistema de Whatsapp. Se não quiser continuar recebendo mande solicitação de retirada do seu nome da listagem.

Biblioteca