Onça-pintada é resgatada após ficar 22 dias presa em caverna na Bahia - Observador Independente

Onça-pintada é resgatada após ficar 22 dias presa em caverna na Bahia

Compartilhar

Resgate durou cerca três dias e teve a ajuda de bombeiros, veterinários, ajudantes de campo, biólogos e espeleólogo (especialista em cavernas)

Uma onça-pintada foi resgatada no mês de maio após ficar 22 dias presa em uma caverna na região de Sento Sé, localizada na caatinga do norte da Bahia. A informação foi divulgada apenas na manhã deste sábado (8), pelo programa Amigos da Onça, da organização Pró-Carnívoros.

Como a onça-pintada é considerado o maior felino das Américas, o resgate foi de prioridade máxima para aqueles que trabalham na proteção da espécie. O resgate durou cerca três dias e teve a ajuda de bombeiros, veterinários, ajudantes de campo, biólogos e espeleólogo (especialista em cavernas).

Moradores do local relataram que a onça levou uma ovelha morta para a caverna e acabou caindo. Para manter a onça lá dentro, os moradores colocaram pedras sobre a abertura, mas não havia a confirmação sobre se o espaço tinha outras saídas que poderiam ter sido usadas pelo animal.

Foto: Unsplash/Ilustrativa


Post Bottom Ad

VivaABahia