Paratleta baiana denuncia agressão e preconceito de vizinha em Salvador - Observador Independente

Paratleta baiana denuncia agressão e preconceito de vizinha em Salvador

Compartilhar

Verônica Almeida teve o ombro deslocado por causa de um empurrão.


Atleta de natação paralímpica, a baiana Verônica Almeida, acusa uma vizinha de a ter agredido e causado deslocamento de seu ombro. Verônica ainda diz que a mulher agiu de forma preconceituosa a chamando de ‘aleijada’ e ‘inútil’. O fato aconteceu na última sexta-feira (07), no Condomínio Campinas de Brotas.

A nadadora prestou queixa contra a vizinha na 6ª Delegacia de Brotas e foi atendida no Hospital da Bahia. O motivo da discussão seria o comportamento dos filhos da atleta. Ontem (08), Verônica fez exame de corpo de delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT) e também relatou o caso na sua conta do Instagram:
Você é uma aleijada, tenho pena de você! Essas foram as palavras que eu ouvi ontem à noite na porta da minha casa. Além de agressões verbais, também passei por perícia médica depois de ter sido constatada uma luxação no meu ombro devido à um empurrão, 
publicou na rede social.

Foto: Pedro Moraes/ GOVBA

Post Bottom Ad

VivaABahia