Prefeitura publica licitação para requalificar trecho da orla entre Amaralina e Pituba em Salvador - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

7 de junho de 2019

Prefeitura publica licitação para requalificar trecho da orla entre Amaralina e Pituba em Salvador


A Prefeitura de Salvador dará início à requalificação da orla entre os bairros de Amaralina e Pituba. O investimento é de R$ 43,6 milhões e o edital de licitação foi publicado nesta sexta-feira (7), no Diário Oficial do Município. Serão requalificados 3,3 quilômetros de extensão, do Quartel de Amaralina até a Vila Jardim dos Namorados.

Coordenado pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), o projeto da nova orla Amaralina-Pituba prevê novo paisagismo e elementos que proporcionarão maior uso e apropriação da população ao espaço público. As intervenções englobam instalação de acessos à praia em todas as paradas de ônibus, que serão dotados de rampas, escadas e pérgula, atendendo a quesitos de acessibilidade universal e dando a essas estruturas característica mais charmosa e acolhedora. Ao longo de todo o trecho ainda haverá guarda-corpo e muretas, além de semáforos inteligentes e iluminação LED.

A Praça João Amaral ganhará quadra poliesportiva, parque infantil, quiosques de coco e acarajé, equipamentos de ginástica e paraciclo. A Prefeitura fará também a primeira Colônia de Pescadores de Amaralina, que com 87 metros quadrados, dará suporte a 20 pescadores que atuam na região.

Já a Praça do Budião receberá um tratamento com plataforma única. Ou seja, não haverá desnível entre passeio e meio-fio, e o revestimento do piso será em blocos de concreto intertravado. Esta última é uma das características comuns a todos os trechos da orla que já foram requalificados em Salvador.

Monumento às baianas – No Largo de Amaralina, será instalada uma escultura, assinada pelo artista visual Bel Borba, em homenagem às baianas de acarajé. O posicionamento do monumento foi definido de modo que o transeunte, através da Avenida Amaralina, possa percebê-lo a distância. O piso será trabalhado em pedra portuguesa nas cores vermelha, branca e preta.

A estrutura atual será substituída por um novo quiosque em madeira com acomodação para dez baianas de acarajé e espaço para uma roda de capoeira. Também serão instalados um parque infantil, equipamentos para academia de ginástica e quiosque para a comercialização de coco.

Ioga, tai chi chuan e meditação – Na entrada da Rua Visconde de Itaboraí, próximo ao Posto de Saúde, será construída uma academia de saúde. Para o trecho em frente à saída da Rua Pará, a FMLF projetou uma grande pérgula, destinada à prática de atividades ao ar livre, como ioga, tai chi chuan e meditação. No espaço também haverá quiosques para a venda de coco, acarajé, equipamentos de ginástica e paraciclos.

Inaugurada em dezembro de 2018, junto com a entrega da Arena Aquática Salvador e a requalificação da Praça Wilson Lins, a Colônia de Pescadores da Pituba também está inserida nesse projeto. Com uma estrutura de 123 m², abriga 40 pescadores da nova Associação dos Pescadores da Pituba (Apepi- Z1) e possui quatro pontos de comércio (boxes), uma área para guardar motores, sanitários masculino e feminino (com vestiário e espaço para banho), local para tratamento do pescado e 40 armários individualizados para cada pescador.

A partir desse trecho da orla onde está a Arena Aquática Salvador até a Vila Jardim dos Namorados, o projeto da nova orla de Amaralina-Pituba abrangerá a continuidade da ciclofaixa, conectando-a com as que já existem no Jardim dos Namorados, mantendo o padrão de paginação das calçadas e promovendo a melhoria das vias.

Crédito da foto :: Divulgação

Post Top Ad

SCB