Roubos em coletivos crescem 0,3% no primeiro semestre do ano, em Salvador - Observador Independente

Roubos em coletivos crescem 0,3% no primeiro semestre do ano, em Salvador

Compartilhar

Em nove bairros, os registros aumentaram mais de 50%.

Os roubos em coletivos cresceram 0,3% em Salvador, no primeiro semestre deste ano. No entanto, de acordo com dados do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), em nove bairros da cidade o aumento no número de ocorrência superou a casa dos 50%. “A migração para os bairros é pelo fato do maior policiamento ostensivo nos chamados corredores, vias de maior fluxo de veículos, como Paralela, Bonocô. Então, os bandidos estão optando pelos bairros mais afastados, onde o policiamento ostensivo, feito pela Polícia Militar, é mais reduzido”, explicou Eustáquio Lopes, presidente do Sindpoc, em entrevista ao jornal Correio.

Para o Sindicato dos Rodoviários da Bahia, o aumento nos crimes é perceptível. "Apesar da atuação do GERRC, inegavelmente a gente sentiu o aumento. O roubo não é setorizado, acontece em toda a cidade, seja bairro periférico ou não. O estado não é garantidor universal e os rodoviários que ficam em perigo. É uma das profissões mais estressantes", afirmou Pedro Celestino, diretor jurídico adjunto e advogado da entidade, também ao jornal impresso.

O bairro campeão de ocorrências é Pernambués, com 76 casos entre janeiro e 23 de junho. A região que teve o maior aumento no percentual de ocorrências foi a de Amaralina (aumento de 146,2%), seguido do Caminho das Árvores (125%).

Foto : Varela Notícias / Ilustrativa

Post Bottom Ad

Apostilas Opção