Gov. Mangabeira: Tumulto e confusão marcaram o final dos festejos de 2 de Julho - Observador Independente

Acontecendo

Post Top Ad

Bem-vindo. Hoje é

Post Top Ad

Mário

6 de julho de 2019

Gov. Mangabeira: Tumulto e confusão marcaram o final dos festejos de 2 de Julho


Tumulto e confusão marcaram o final dos festejos do 2 de Julho no município de Governador Mangabeira, no Recôncavo Baiano. Segundo informações, no momento em que acontecia a apresentação da última banda dos festejos, soltaram gás lacrimogênio o que levou o público e aos integrantes da banda a saírem correndo por causa do efeito do gás – houve muita correria e confusão neste momento.

A prefeitura Municipal de Governador Mangabeira emitiu uma nota de esclarecimento sobre o episódio.

“Lamentável a ação de alguns irresponsáveis que vieram para festa tumultuar e faltando 15 (quinze) minutos para encerramento do evento, lançaram na frente do palco um explosivo de gás que atingiu a população, os componentes da Banda Unha Pintada e uma guarnição da Polícia Militar.

Imediatamente, para garantir a ordem pública e salvaguardar a integridade física da população, o evento foi encerrado. Salientamos que pelas normas de segurança, a Polícia Militar não utiliza o gás de pimenta nesse tipo de evento.

O Governo Municipal lamenta profundamente o fato, mas afirma que essa ação isolada, não desabona em nada a maior e melhor Festa de 2 de Julho de todos os tempos, que nos três dias reuniu mais de 70 mil pessoas, sem praticamente ocorrências de qualquer ordem.

O que reinou durante os festejos foi a alegria, a segurança, a organização e, principalmente, a harmonia, o que fez desse 2 de julho o maior evento festivo de toda a região. Apresentamos nossa solidariedade às pessoas que foram atingidas pelo gás e parabenizamos nossos profissionais da saúde que prontamente, com eficiência e carinho, atenderam a todos que deram entrada no Posto de Saúde Satélite montado no circuito da Festa”.

Fonte: Diário da Notícia/Foto:: Divulgação
Você e mais 133 mil pessoas estão recebendo esta matéria por sistema de Whatsapp. Se não quiser continuar recebendo mande solicitação de retirada do seu nome da listagem.

Biblioteca